Escrito em por

Foto:  Ricardo Almeida/ANPr

richa

O Governador Beto Richa afirmou na quarta-feira, dia 5, que o Paraná não fará nenhuma mudança no ensino médio que prejudique os estudantes da rede pública estadual. “Em primeiro lugar, vamos debater amplamente com a comunidade escolar, em especial nossos alunos, as alterações propostas pelo Governo Federal”, disse Richa.

A Secretaria de Estado da Educação fará seminários em todo o Paraná para debater as mudanças propostas pelo Governo Federal para o ensino médio. No dia 13 de outubro, serão realizadas discussões simultâneas nas 32 regionais da Educação no Paraná, com a participação de toda a comunidade – pais, estudantes, grêmios estudantis, professores, diretores, pedagogos e técnicos da Secretaria da Educação.

“Todos serão ouvidos”, aponta. “Desde já quero garantir que todas as disciplinas serão mantidas. Veja bem, todas as disciplinas oferecidas hoje serão mantidas”, frisa Richa.

Para o Governador, é notório que o Ensino Médio precisa ser modernizado para atender melhor os estudantes. “Por isso vamos juntos construir nossa reforma”, explica Richa.

ALINHAMENTO

Na terça-feira, dia 4, já foi realizada uma webconferência com os chefes dos Núcleos Regionais, para alinhar a organização dos eventos. “A intenção é tornar o debate o mais amplo possível. Claro que as escolas estão fazendo esses debates ao longo dos últimos dias e os seminários vão servir para alinhar e enriquecer as discussões”, disse a secretária da Educação, professora Ana Seres.

A secretária esclareceu na ocasião que há duas vertentes básicas na reforma proposta pelo Ministério da Educação. “Uma é a da ampliação da oferta do Ensino Integral, ao que vamos aderir, pois já faz parte do nosso programa. Outra é a questão das cinco ênfases, que será a opção do estudante por linguagens, matemática, ciências sociais e humanas, ciências da natureza ou formação técnica e profissional. Isso sim precisa ser bastante debatido para encontrarmos uma fórmula que interesse ao aluno paranaense. Aqui no Estado vamos manter todas as disciplinas”, disse Ana Seres.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)