Escrito em por

pinhais06

 

Ação demonstra solidariedade entre os dois municípios da Região Metropolitana de Curitiba

Após catástrofe provocada por ventos que chegaram a 100 km/h, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná – Simepar, o município de Itaperuçu, Região Metropolitana de Curitiba, ainda convive com muitas dificuldades para retornar a rotina normal. Neste momento, a solidariedade sempre é bem vinda e a chegada de alimentos, roupas, móveis e utensílios básicos ajudam a confortar a situação para dezenas de famílias atingidas.

O município de Pinhais demonstrou essa solidariedade em um gesto bastante elogiado pelas autoridades de Itaperuçu. Logo após a tragédia, a Prefeitura de Pinhais iniciou uma campanha de doação, através de seus meios de comunicação. Conseguiu ao fim abastecer dois caminhões repletos de roupas, camas, armários, telhas e demais itens domésticos.

As doações foram transportadas na quarta-feira, dia 11, direto do Posto do Corpo de Bombeiros de Pinhais ao Posto de arrecadação da cidade de Itaperuçu. A Prefeita Marli Paulino enalteceu a atitude e destacou a importância de campanhas como essa para contribuir, de maneira rápida e eficiente, com a população atingida. “Há alguns anos, Pinhais sofria muito com alagamentos e nessa hora sabemos o quanto uma ajuda externa pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas que perderam tudo”, lembrou.

Além da prefeita e representantes do Corpo de Bombeiro e Defesa Civil, também estiveram presentes na entrega das doações, o ex-prefeito e deputado federal eleito Luizão Goulart, a secretária de Assistência Social, Rosangela Batista, o secretário de Obras Públicas, Mário Stier, o secretário de Governo, Ricardo Pinheiro, e a diretora do Departamento de Infraestrutura Escolar, Karime Fayad.

Tragédia

No dia 30 de novembro um tornado atingiu o município de Itaperuçu. Segundo a Defesa Civil, mais de 1,6 mil pessoas foram afetadas pelos estragos. Os ventos passaram de 100 km/h, de acordo com o Simepar. A Prefeitura de Itaperuçu decretou estado de emergência e informou que a princípio 99 famílias não haviam conseguido retornar para as casas, por conta dos estragos. Dois adolescentes, de 14 e 17 anos, morreram soterrados por um muro que caiu durante o tornado.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)