Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Carlinhos do Eliza valoriza Semana do Meio Ambiente realizada na Escola Frei Egydio

carlinhos

 

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT), ao fazer o uso da palavra, enalteceu a Semana do Meio Ambiente realizada na Escola Municipal Frei Egydio. “Há quinze dias, foi realizado na uma Semana do Meio Ambiente, onde os alunos recolheram 1 tonelada e 200 kg de lixo reciclável. Os alunos participantes ganharam passeios, além de terem aprendido valiosos ensinamentos e orientações sobre o processo de reciclagem do lixo e a importância da população colaborar separando o material reciclável do lixo orgânico. Atualmente, 80% do lixo em Pinhais não é reciclado. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente tem serviço telefônico ao cidadão que queira encaminhar seu lixo reciclável a uma destinação correta. É só telefonar que o serviço da Prefeitura vai buscar no local fornecido todo esse material reciclável, entre móveis, eletrodomésticos, etc. O lixo reciclável recolhido pelos alunos da Escola que citei foi encaminhado à AREPI – Associação de Reciclagem de Pinhais, uma cooperativa de catadores de lixo reciclável que é sustento de muitas famílias associadas que trabalham nessas atividades. É importante a conscientização da população para separação do lixo reciclável. Precisamos mudar hábitos e atitudes em defesa do meio ambiente para que tenhamos um futuro melhor. Parabéns à Secretaria d e Meio Ambiente por disponibilizar esse serviço ao cidadão”, defendeu.

Reajuste médio de 15,99% na tarifa de energia elétrica

O Vereador ainda falou de sua indignação em relação ao aumento da tarifa de energia elétrica, previsto para o dia 24 de junho. “A Aneel vai aumentar o valor da tarifa em quase 16%, um acréscimo muito acima da correção do salário mínimo, que é de 2% para esse ano. Um absurdo. Já tivemos a greve dos caminhoneiros que gerou inflação nos preços de diversos itens de alimentação. O litro de leite, por exemplo, está bem mais caro. Há lugares em que estão cobrando de R$ 2,50 chegando até a R$ 3,90. A tarifa de água também subiu, está muito cara. De onde o trabalhador vai cobrir esse prejuízo, se está sendo obrigado a pagar a conta de todos os rombos gerados pela crise? Em média, os preços dos alimentos subiram cerca de 20% em decorrência da greve”, indignou-se.

Por fim, Carlinhos lembrou que a Casa tem votado projetos e emendas muito importantes, fazendo com que a Prefeitura possa dar andamento a obras e ações fundamentais. “Por isso, nossa cidade está cada dia mais bonita e melhor. Votamos aqui para que a Prefeitura possa executar seu plano de governo em prol de um município a cada dia melhor”, concluiu.

 

Marcinho lembra da importância da separação do lixo reciclável

vereador marcinho

O Presidente da Câmara, Vereador Marcinho (PDT), alerta para a importância da separação do lixo reciclável do lixo orgânico, no município. “Em Pinhais, ainda é pequena a adesão da população à separação do lixo, apenas de 20%. É preciso que a população colabore mais, ajudando a cuidar do nosso meio ambiente, pois os ganhos são para todos, inclusive, pensando no futuro de nossos filhos e netos. A reciclagem retira do lixo vários materiais que levariam muito tempo para se decompor no meio ambiente. O plástico, por exemplo, leva 450 anos e o vidro até um milhão de anos. Infelizmente, a maior parte dos resíduos domésticos vão parar em lixões a céu aberto ou em aterros sanitários cuja capacidade máxima já está próxima do limite, por isso a importância de separar o lixo para reciclagem”, pontuou.

Serviço de coleta da Secretaria de Meio Ambiente

O vereador acrescentou ainda que o município conta com uma associação, a AREPI – Associação de Recicladores de Pinhais, que reúne catadores de papel, garantindo o sustento dessas famílias. “Além dos benefícios ao meio ambiente, separar o lixo reciclável contribui para a renda dessas famílias, movimentando a economia e reduzindo a pobreza e o desemprego. Também vale lembrar que a Prefeitura dispõe de serviço de coleta de materiais recicláveis, a exemplo de móveis velhos, eletrodomésticos, entulhos de grande volume, evitando que a população os descarte em terrenos baldios ou nos rios. Basta ligar para a Secretaria de Meio Ambiente que um caminhão da Prefeitura vai buscar o material no endereço fornecido”, acrescentou.

 

Binga defende valores da família convencional, mas acredita que questões de gênero merecem debate em plenário

vereador binga

Nas Explicações Pessoais, o Vereador Binga (PPS) teceu alguns comentários sobre a proposição do Poder Executivo Municipal referente ao Plano Municipal de Educação, cujo item sobre ideologia de gênero gerou entraves nas comissões internas da Casa, levando a Prefeitura a retirar o projeto da pauta. “Sobre essa questão de gênero, sem jogar confetes no Vereador Airton, ele agiu com muita clareza, expondo verdades. Não podemos usar essa tribuna como palanque político, para dizer inverdades e coisas só para agradar. O projeto tramitou na Comissão de Justiça e Redação, mas é uma discussão que terá de vir à tona. Passou para a comissão de Políticas Públicas e era para vir ao plenário. A Prefeitura, porém, teve a sensibilidade de retirá-lo devido ao desgaste. Digo sempre que a Prefeitura tem mais acertos do que erros, esse foi mais um exemplo de acerto. Penso que a questão de gênero teria de ter sido muito mais discutida na Casa, pois foi inspirada em debates realizados em uma conferência municipal. Se viesse ao plenário, seriam 16 vereadores contra um. Iríamos defender o que a gente acredita ser primordial, que é a defesa da família tradicional, em seu modelo convencional. Não estou demonizando nenhum dos lados. Política tem de funcionar com clareza. Teria de ter vindo ao plenário esse projeto para um debate público. Creio que, futuramente, esse debate virá à tona, de novo. Três anos atrás, já barramos aqui na Casa a inclusão da ideologia de gênero nas escolas municipais e agora o tema voltou. Acredito que, mais cedo ou mais tarde, voltará esse tema ao debate e teremos de discuti-lo em plenário. Debateremos sempre valorizando a família, sem demonizar quem pensa diferente, mas, nossa defesa são os valores da família convencional. Sabemos da evolução da sociedade, mas nossa defesa é essa”, avaliou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)