Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Carlinhos do Eliza prestigia lançamento de livro dos escritores Laudelino Jorge e José Martins

vereador carlinhos

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) discursou, nas Explicações Pessoais, valorizando o lançamento do livro “Ética e Compliance”, dos escritores de Pinhais, Laudelino Jorge e José Martins, este último Secretário Municipal, na sexta-feira (27/10), nas Livrarias Curitiba, do Shopping Curitiba, na capital. “Na última sexta-feira, tive o imenso prazer de prestigiar o lançamento deste livro, de autoria de dois escritores de Pinhais, o Laudelino Jorge e o Secretário José Martins. Lembro, ainda, que a aprovação por esta Casa do Título de Cidadão Honorário ao escritor Laudelino Jorge foi muito justa e merecida. Laudelino, além de escritor, é contador, empresário, entre outras, tendo 13 livros já publicados, dois deles em parceria com o José Martins. Foi um prazer conhecê-lo pessoalmente num evento que contou com mais de 150 pessoas. Veio gente até do Rio de janeiro e de São Paulo. Parabéns ao Laudelino pelo novo livro e pelo Título de Cidadão Honorário que deverá receber desta Casa”, congratulou.

Dia do Servidor Público

A passagem do Dia do Servidor Público, em 28 de outubro, foi mencionada pelo parlamentar, que parabenizou a todos os servidores municipais. “Parabéns aos nossos servidores, a todos da Prefeitura e a todos desta Câmara Municipal. Sem nossos servidores, nada aconteceria na nossa cidade. São ele que executam todos os serviços públicos, como o grande trabalho da Secretaria de Obras, da de Saúde e de todas as outras pastas da administração. Minhas felicitações por fazerem de Pinhais uma cidade que brilha cada vez mais. Aos servidores desta Casa, meus cumprimentos, também, por estarem conosco, no dia-a- dia, sempre buscando fazer o melhor para que nossos trabalhos sejam levados adiante”, parabenizou.

Compra de deputados pró-Temer em Brasília

Ao comentar sobre a política em Brasília, Carlinhos expressou indignação pelos esforços do Presidente Temer em escapar de mais uma denúncia colocada em apreciação no Congresso Nacional, a partir da compra de votos favoráveis. “Peço à população que fique muito atenta aos deputados federais que votaram pelo arquivamento da denúncia contra o Temer, no Congresso Nacional. Do Paraná, foram 18 deputados que votaram a favor do Temer e da corrupção. Os deputados são eleitos para votarem em favor da população, pelos interesses do povo. Mas, chegam lá, e muitas vezes, não cumprem com essa obrigação. Parabenizo ao Deputado Federal Tiririca, que não seguiu a orientação de seu partido, de votar a favor do Temer, e votou de acordo com sua consciência, contrariando a sigla. Votou a favor do povo, pedindo a continuidade das investigações contra Temer. Fiquemos atentos, nas eleições de 2018, para que esses parlamentares traidores do povo não sejam reeleitos. É preciso anotar e lembrar do nome deles. Há tantos candidatos novos que tentam ingressar na política, que querem trabalhar por um país melhor sem venderem seus votos. Vamos dar uma chance para essa gente boa e nova que virá nas eleições de 2018”, defendeu.

 

Presidente Marcinho parabeniza servidores pelo Dia do Servidor Público

vereador marcinho

O Presidente da Casa, Vereador Marcinho (PDT), exaltou a importância do trabalho dos servidores públicos municipais para o desenvolvimento do município, ao comentar sobre a passagem do Dia do Servidor Público, em 28 de outubro. “Meus parabéns a todos os servidores públicos municipais pela passagem da data. Nosso corpo de servidores é um dos orgulhos de nossa cidade. Contamos com equipes de servidores que se destacam pela competência, profissionalismo e seriedade com que desempenham suas funções. Sem eles, nada seria possível realizar na cidade. São os servidores que executam as obras e serviços em nossos equipamentos públicos, garantindo a qualidade e o bom atendimento ao cidadão. Tanto na Prefeitura, como nesta Casa, o trabalho de todos nós, entre vereadores, Prefeita, Vice-Prefeita e secretários não seria possível de ser executado, de se concretizar, sem o desempenho de cada um dos servidores”, parabenizou.

 

Airton Silva enaltece legado da Reforma Protestante

vereador airton

O Vereador Airton Silva (PSC) lembrou, em seu discurso no Grande Expediente, das comemorações que marcam os 500 anos da Reforma Protestante, na data da sessão em plenário (31/10). “Na semana passada, aprovamos por unanimidade o projeto de lei que cria a Semana da Reforma Protestante. Hoje, faz 500 anos que a Reforma Protestante aconteceu, na Alemanha, mais precisamente na cidade de Wittenberger, em 1517. Considerando a História, é importante resgatar pontos esquecidos ao longo do tempo. Martinho Lutero, ao protagonizar a Reforma, teve por objetivo levar a igreja de volta ao verdadeiro Cristianismo pautado pela salvação de Cristo, com os princípios fundamentais que alicerçaram o movimento: ‘Sola Fide’, ‘Sola Scriptura’, Soli Deo Gloria , Sola Gratia e Solus Christus. Monge agostiniano, Lutero estabeleceu 95 teses em protesto aos abusos cometidos pela Igreja da época, a exemplo da venda de indulgências, o que foi o estopim do movimento. Lutero foi excomungado da igreja, por pregar a palavra de Deus”, destacou.

Popularização da Bíblia Sagrada

O vereador conta que a Reforma Protestante trouxe mudanças fundamentais ao Cristianismo. Um dos motivos de insatisfação à época era o fato das missas serem realizadas em latim, a bíblia era inacessível à maioria do povo. “Eram poucos os que tinham conhecimento de latim. Com a Reforma, a Bíblia Sagrada popularizou-se, garantindo acesso a todos”, contou.

Indulgências cobradas pela Igreja Católica

O parlamentar ainda lembrou que, mesmo após a Reforma Protestante, as indulgências cobradas pela Igreja ainda continuaram vigentes por mais trezentos anos. “Demorou para conseguirem banir a cobrança de indulgências. A Reforma aconteceu porque Martinho Lutero teve apoio dos feudos e pessoas influentes da época, movimento que ganhou força na Alemanha e expandiu para outros países. As indulgências eram um pagamento cobrado pela Igreja pela propriedade de terras, quem não pagasse sofreria as consequências, e ainda servia para o perdão de pecados. As pessoas teriam que ter uma religião, porque se não a tivessem seriam considerados hereges. Enfim, os proprietários terras eram obrigados a pagar altas taxas e estavam sujeitos a Igreja, e poderiam ser queimados em uma fogueira”, acrescentou.

2,2 bilhões de cristãos espalhados pelo mundo

A Reforma Protestante, continuou o vereador, foi um movimento que teve por intuito a popularização da Bíblia e da palavra de Deus e amor ao próximo. “Atualmente, somos 2,2 bilhões de cristãos no mundo, sendo 800 milhões de evangélicos. As igrejas oriundas do Protestantismo são pautadas no pensamento de fé, da graça e do amor fraternal. Essas igrejas não são intolerantes para com os demais, ao contrário, buscam ajudar as pessoas, cultivando o amor ao próximo. Quando repudiamos certas posturas e atitudes que vão contra a Bíblia Sagrada, as minorias nos chamam de intolerantes. Porém, as minorias é que são intolerantes e querem impor que aceitemos como certo o que é errado, adotando uma inversão de valores com a qual não compactuamos. Reitero que religião e política terminam por misturarem-se, sim. Alguns dizem que não devem se misturar, mas na política através das leis votadas termina por influenciar a vida de todos nós, inclusive as igrejas independentes de placa”, colocou.

Venda de perdão pela Igreja

Nas Explicações Pessoais, Airton continuou a discorrer sobre a Reforma Protestante, acrescentando que Martinho Lutero não trouxe uma nova doutrina à Igreja, mas, apenas, buscou corrigir erros. “A Reforma não representa a criação de uma nova doutrina ou a criação de uma nova igreja, mas, apenas, a correção de erros que estavam sendo cometidos em nome de Deus. Havia a prática, por exemplo, da Igreja da época a venda de perdão de pecados, mas, isso só é possível, segundo a Bíblia apenas pelo arrependimento este perdão é concedido. Enfim, recebemos um legado expressivo a partir da Reforma, a exemplo da valorização da Bíblia Sagrada que é a Palavra de Deus, do amor a Deus e ao próximo. Entre outros pontos fundamentais que passaram a ser valorizados a partir da Reforma, estão: o casamento entre homem e mulher, a formação da família, o cuidado e educação dos filhos. Se a raiz é de má qualidade, os frutos também o serão, eis a importância da boa educação cristã aos filhos. O filho de hoje será o pai, o juiz, o político, o médico de amanhã, enfim. Outro dado importante da Reforma foi a equiparação, a igualdade da educação de rapazes e moças. Antes da Reforma, o acesso à educação das meninas não era valorizado. Lutero, aliás, foi considerado pai da educação pública, na Alemanha. Outros aspectos importantes destacam-se questões relacionadas a deveres dos cidadãos, do governo, de patrões para empregados e vice-versa, dos filhos para com os pais e vice-versa, entre cônjuges no casamento, sempre salientando o amor a Deus acima de tudo e o amor ao próximo”, concluiu

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)