Escrito em por

duplicacaopinhaispiraquara3jw

Foto: Fotos: Jorge Woll/DER

Todo dia o aposentado Reginaldo Oliveira passa pela rodovia João Leopoldo Jacomel (PR-415) de motocicleta e vistoria a duplicação das pistas, em andamento para desafogar o trânsito entre Curitiba e Piraquara.

“Depois que a duplicação estiver pronta, a população terá mais segurança e mais empresas podem se instalar no município”, avalia Oliveira, que mora em Piraquara e é um entusiasta da duplicação.

Atualmente três frentes de trabalho estão na rodovia fazendo serviços de terraplanagem, drenagem, pavimentação e obras de arte especiais, como pontes e viadutos. Serão 14 quilômetros de novas pistas na PR-415, com investimento de R$ 145 milhões.

A duplicação do trecho vai ampliar a capacidade de tráfego da rodovia por onde passam mais de 25 mil veículos por dia, a maioria dos automóveis leves e motos.

O engenheiro responsável pela obra, Márcio Tozo, afirma que serão abertas novas frentes de trabalho nas próximas semanas, intensificando o ritmo das obras. “Em paralelo à pavimentação, está em obras a construção de um desvio próximo ao Carrefour Pinhais. Concluída esta etapa, começará a construção de viaduto no local”, disse Tozo.

Para a moradora de Piraquara Terezinha Barbosa Oliveira a obra vai melhorar o tráfego na região. “O trânsito de Piraquara a Curitiba é muito intenso. Com a duplicação as pessoas chegarão mais rápido em Curitiba”, disse Terezinha.

Obra

O trabalho na rodovia João Leopoldo Jacomel está avançado. A empresa contratada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) faz pavimentação em cerca de quatro quilômetros das novas pistas do trecho.

As equipes também trabalham na terraplanagem, drenagem, alargamento das pontes sobre os rios Iraí e Piraquara e na construção dos muros de arrimo.

Nesta primeira etapa de obra, entre o Rio Atuba e o Carrefour Pinhais, está sendo implantada mais uma pista ao longo de quase quatro quilômetros. O trecho ficará com seis pistas, três de cada lado. Também serão construídas ciclovias e calçadas. As terceiras faixas serão prioritárias para os ônibus e conversões dos veículos.

O segundo trecho, entre Pinhais e Piraquara, terá seis faixas de circulação, quatro a mais que atualmente. Serão construídos pontos de retorno, viadutos, passarelas, ciclovias e calçadas, além da implantação de iluminação central.

“Os motoristas devem ficar atentos às sinalizações e as máquinas ao longo do trecho para evitar transtornos e acidentes”, finalizou Tozo.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)