Escrito em por

alep02

 

Foi lançada oficialmente na manhã de quarta-feira, dia 7, na Assembleia Legislativa do Paraná, a Frente Parlamentar de Tecnologia da Informação e Comunicação, que será coordenada pelo deputado Guto Silva (PSD). O objetivo do novo grupo de trabalho, que já conta com a participação de 21 parlamentares, é promover a organização de ambientes de trabalho para dar mais condições para o setor e promover políticas públicas com foco no segmento, para geração de emprego e renda. “No Paraná, nós temos uma indústria de tecnologia da informação muito forte e organizada. O segmento percebeu que seria necessário ter interlocução política para buscarmos alternativas para o seu desenvolvimento”, explicou o deputado.

Ainda de acordo com o parlamentar, uma das grandes demandas é a promoção de políticas públicas de formação, treinamento e capacitação de profissionais. “No Paraná há vários polos de produção e todos eles empregando muita gente, mas é preciso tirar o ônus de treinamento do setor, que é muito demorado e muito oneroso. Nosso objetivo é impulsionar ainda mais essa indústria para que, num momento tão difícil como o que vivemos economicamente, nós possamos gerar emprego e renda para a população do nosso Estado”, afirmou Guto Silva.

Para o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, é preciso proporcionar desenvolvimento integrado de diversas áreas da economia do Estado com apoio de tecnologia, unindo esforços da área pública, empresariado e academia. “Em 2015, o Governador Beto Richa assinou um decreto que criou uma governança para a área de Tecnologia da Informação e Comunicações no Paraná, para fomentar o setor. E agora tenho certeza de que com a criação dessa Frente Parlamentar, a governança para a Tecnologia da Informação fica ainda mais forte. Envolvendo setor produtivo, governo e universidades, com certeza teremos grandes políticas para o ramo”, ressaltou.

Expectativas

De acordo com o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – PR, Sandro Molés da Silva, a expectativa é que a Assembleia Legislativa ajude a aprovar medidas que promovam o desenvolvimento desta área no Estado. “Precisamos, principalmente, de políticas em prol do fortalecimento da área de TI. Além disso, são necessárias ações que facilitem acesso ao crédito aos empresários. Também queremos que o Governo do Estado veja o setor de tecnologia como um fornecedor e parceiro”, concluiu.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)