Escrito em por

pinhais05

 

Evento realizado no Colégio Estadual Newton Freire Maia reuniu diversos movimentos de proteção à biodiversidade e agroecologia

Um local de trocas e compartilhamentos, de fortalecimento da cultura da partilha da semente crioula e um desafio de respeitar o ciclo natural da vida, por meio da produção de alimentos sem a intervenção de insumos químicos. Foi isso que se viu no evento realizado no domingo, dia 26/08, no Colégio Estadual Newton Freire Maia, em Pinhais. A 6ª Festa da Semente Crioula reuniu representantes da agricultura familiar da região, além das famílias mais urbanas, feirantes dos grupos de agricultores ecológicos da Rede Ecovida, do Núcleo Maurício Brumester do Amaral, também organizações da agroecologia e agricultura familiar, todos com um objetivo de preservar a biodiversidade.

De acordo com Marianne Spiller, fundadora da Associação Brasileira de Amparo a Infância – Abai, todos somos responsáveis pelo futuro da agroecologia. “Temos uma grande tarefa, precisamos defender o direito da natureza em ser biodiversa. A biodiversidade é o maior presente que nós ganhamos, sem ela não tem futuro. Temos que defender o direito do agricultor em poder trabalhar com a própria semente, pois, esse direito está ameaçado”, citou.

A programação contou com partilha das sementes, show musical e oficinas temáticas e técnicas. Quem participou teve a oportunidade de adquirir produtos orgânicos, produzidos por pequenos agricultores, além claro, de fortalecer esse movimento de proteção à biodiversidade.

“A festa da semente é muito importante para a agricultura familiar, importante para a agroecologia, semente crioula é a origem da vida, de produtos alimentícios. É a semente que dará continuidade a vida”, disse o diretor presidente do Centro Paranaense de Referência em Agroecologia, Hamilton Borges de Oliveira. Ele também fez um agradecimento a todos que se dedicaram para a realização do evento. “Agradeço as parcerias, pois, é através disso que as Instituições se fortalecem e crescem e, dessa forma podemos atender melhor a sociedade”, salientou.

Já a vice-prefeita Rosa Maria ressaltou a importância do município em receber este evento. “Apesar de Pinhais ser considerada uma cidade urbana, nós nos preocupamos com as famílias e com a agricultura familiar. Oferecemos projetos nesta área, como a Horta no Quintal de Casa, que já atende cerca de 1.100 famílias, com objetivo de estimular esta prática em ambiente urbano. Enquanto poder público sabemos da nossa responsabilidades com relação a este assunto, pois a alimentação é o que nos faz melhores e mais felizes”, concluiu Rosa Maria.

Estiveram presentes no evento, a vice-prefeita, Rosa Maria; o presidente da Comissão Organizadora, Manuel Delafoulhouze; o diretor do Colégio Estadual Newton Freire Maia, Edson Blum; a presidente da Associação de Agricultura Orgânica do Paraná – Aopa, Carina Biancardi; a fundadora da Abai, Marianne Spiller; o coordenador Regional da Emater, Julio Bittencourt; o diretor presidente do CPRA, Hamilton Borges de Oliveira e o vereador de Pinhais, Polaco do Pérola.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)