Escrito em por

campo largo03

 

Esta exposição é fruto do trabalho de quatro artistas plásticas que tem como objetivo a criação e a exploração dos talentos dessas artistas, oferecendo um contato sensível entre suas características individuais e a linguagem das artes plásticas. A abertura da exposição aconteceu no dia 08 de novembro e contou com uma declamação de poesia de Roseli Arbigaus e Isabela Enik cantou uma canção de autoria própria sobre a amizade. O público presente se encantou com as obras das artistas.

ANA PRADO

Ana tem uma galeria de arte, além de possuir um canal no youtube, escrevendo textos sobre arte. Seu tema recente foi: “É possível viver sem arte?”. E neste texto escreve sobre a valorização do ser artista: “Isso tudo vira um problema se a gente, em algum lugar lá dentro, começa a se afetar com essa pressão, com essa desvalorização e começa a duvidar das nossas escolhas e é muito importante que a gente fique atento a isso. Artista, valorize-se! Reciclagem, criatividade e arte”, diz a artista.

CÉLIA DUNKER

Paranaense nascida em Curitiba. Sempre teve muita admiração pela arte, porém com a vida dividida entre o trabalho e a família, só no ano de 2002 começou a pintar como terapia e logo vieram incentivos trazendo um resultado compensador. Autodidata, suas telas são resultado de inspiração que busca nas viagens, fotos, livros e revistas, onde as paisagens, marinas e flores são as que mais a impressionam. Célia está com mais de 10 anos de experiência com aulas práticas e teóricas tanto para adultos como crianças, usando técnicas de óleo s/tela, acrílica s/tela, espatulados e texturas. A partir de 2012, começou a participar de exposições em museus e galerias.

ELIS PEDRO

Nascida no Norte do Paraná, aposentada da rede pública municipal. Se dedica a pintura em tela a 6 anos com a técnica óleo sobre tela espatulado. Gosta de pintar paisagens e natureza morta usando cores bem fortes e bem alegres. Elis faz parte do projeto “Arte de criar”, junto com sua amiga Célia Dunker.

MAGALI VOIGT

Artista plástica faz trabalhos maravilhosos de uma forma diferenciada. Ela pinta telas com tramas e fios. Magali é poeta, escreve poemas e poesias. Preocupa-se verdadeiramente com o ambiente em que vai intervir e isso é notório em seus trabalhos, aumentando o contraste e o impacto visual das obras. Os locais escolhidos nos aparecem como obras de arte, o que requer tempo, não só de planejamento como puxando e prendendo cordas. O resultado são elementos geométricos com diferentes pontos de vista e perspectivas, juntos numa estrutura colorida.

Serviço:

Exposição: “CORES, TRAMAS E EMOÇÕES”
Artistas: Ana Prado, Célia Dunker, Elis Pedro e Magali Voigt
Período: De 08 de novembro a 05 de dezembro de 2016
Local: Museu Histórico de Campo Largo
Horário de visitação: De terça a sexta-feira das 9h às 17h
Endereço: Praça Getúlio Vargas, 2422 – Centro – Campo Largo
Informações: (41) 3392-4501
Entrada Franca

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)