E se a locomotiva para?

por Gaudêncio Torquato

Haja terra para cobrir o buraco em que se encontra um país que nem se livrara, ainda, da recessão dos tempos de pré-pandemia. Como preencher a gigantesca lacuna, agravada nesse ciclo de enfrentamento da crise econômica (que se arrasta desde 2015), cujos recursos têm sido desviados para combater a pandemia do Covid-19? Se as novas toneladas de terra para tapar o buraco mexerem com o bolso dos consumidores na forma de um imposto que lembre a malfadada CPMF, conforme intenciona o ministro Paulo Guedes, a vaca irá logo ao brejo, inviabilizando a escada política em que tentará subir uma leva de candidatos comprometidos com o status quo.

O fato é que o país se encontra em recessão, com empresas autorizadas a suspender contratos, diminuir jornadas e reduzir salários, expandindo a massa de inativos e com apenas 83,7 milhões de brasileiros ocupados de um total de 170 milhões em condições de trabalhar. Alguém terá de pagar (…)


Desafios impostos pelo isolamento social

por Sinara Silva Vieira

Na situação atual da pandemia do coronavírus, o isolamento social traz novos desafios para o convívio entre aqueles que dividem a mesma casa. Estes desafios vão desde o relacionamento entre pais e filhos, o dia a dia do casal, assim como as mudanças radicais na rotina dos adolescentes e dos idosos.

Antes do surto da Covid-19, o convívio entre pais e filhos intercalava com movimentos entre escola, trabalho, idas à academia, visita aos avós, saídas para parques, shoppings, entres outros movimentos de circulação. A necessidade do isolamento para evitar a maior propagação do vírus exigiu de cada cidadão uma adaptação da sua rotina para a nova realidade em que vivemos.

A adaptação ao “home office” foi um dos primeiros desafios enfrentados por muitas pessoas, assim como os estudos online por estudantes, sejam eles crianças, adolescentes, adultos e até mesmo idosos. O ambiente de casa, que geralmente era luga (…)


Paraná tem alto índice de transparência em ações contra a Covid-19

ratinho

 

Nova classificação da Open Knowledge Brasil sobre a divulgação de dados referente ao combate à Covid-19 tirou mais de 50% dos estados do conceito máximo

Apesar de elevar o nível dos critérios e das especificações de sua avaliação, a Open Knowledge – Brasil manteve o Paraná entre os dez estados com alta transparência em relação a dados sobre o enfrentamento da Covid-19. A entidade internacional avalia as informações dispostas nos sites oficiais sobre a doença, divulga sua avaliação semanalmente, alternando estados e capitais.

O controlador-geral do Estado, Raul Siqueira, explicou que avaliações externas colaboram para a eficiência da administração pública e para manter a int (…)


Luizão Goulart defende unificação de ações contra o coronavírus

luizao01

 

Em entrevista exclusiva concedida ao jornal A Gazeta Metropolitana, o Deputado Federal Luizão Goulart respondeu diversas perguntas relacionadas ao coronavírus e outros assuntos de interesse dos paranaenses.

A Gazeta Metropolitana: Neste momento de pandemia, quais os maiores desafios para a Grande Curitiba, em especial, no transporte coletivo, que constitui-se num grande foco de contaminação? Um diálogo com a Comec tem sido buscado pelos prefeitos?

Luizão Goulart: O diálogo é a “palavra chave” neste momento. Inclusive, muitas autoridades que representam a sociedade estão buscando esse entendimento. Este é o (…)


Pato Bragado

turismo01

 

VISITE PATO BRAGADO, A CIDADE DA FESTA DO CUPIM

O turista que procura por um local acolhedor não irá se arrepender de colocar Pato Bragado no roteiro de viagens. Localizado no Oeste do estado, o município tem uma população estimada de 5.535 habitantes, de acordo com o IBGE, sendo sua economia pautada na agricultura, comércio e indústria.

A cidade faz fronteira com Entre Rios e Marechal Cândido Rondon, separada ainda do Paraguai pelo Rio Paraná. Tais águas eram muito utilizadas na época da colonização para o transporte de mercadorias, fato que deu origem ao nome da cidade, batizada em homenagem ao navio Pato Bragado, maior embarcação a ancorar no Porto Britânia naquela (…)