Nada deu certo

por Flávio Bortolozzi Junior

Um dos assuntos mais comentados nas redes sociais ao longo desta semana foi a “brincadeira” feita por alunos da Instituição Evangélica de Novo Hamburgo. Caso semelhante aconteceu em 2015, no tradicional Colégio Marista Champagnat, de Porto Alegre. Tratava-se de uma ação organizada pelos alunos do terceiro ano (vestibulandos, portanto), intitulada “se nada der certo”, em que os alunos vestiam-se com fantasias e uniformes de profissões que consideram fracassos: faxineiras, garis, garçons, atendentes do McDonald’s, vendedores e afins.

As críticas viralizaram nas redes sociais. A própria instituição, tentando minimizar o ocorrido, explicou que o objetivo da ação era de “trabalhar o cenário de não aprovação no vestibular”. O caso é preocupante e, talvez, evidencie que nada deu certo mesmo. A escola, enquanto espaço educacional é, em princípio, fundamental na formação de nossas subjetividades. (…)


A Gazeta Cidade de Pinhais – Edição 447

(…)


Diante da crise, presidente do BRDE destaca importância da abertura de novas linhas de financiamento

alep02

 

O diretor-presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Odacir Klein, destacou na quinta-feira (8), ao participar da 21ª Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), que ocorre em Foz do Iguaçu (PR), a importância da abertura de novas linhas de financiamento, como instrumento para superar a atual crise econômica. O evento está reunindo governadores, parlamentares e especialistas em torno de uma série de debates que têm como tema central “O Brasil e suas reformas”.

Klein falou sobre a autonomia financeira e administrativa da instituição, que representa os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, e foi criada com o objetivo de fazer o Sul do Brasil prosperar. “O (…)


Reformas são absolutamente necessárias para a recuperação do país, ainda que não sejam simpáticas

alep01

 

Dando sequência à 21ª Conferência da Unale que acontece em Foz do Iguaçu, no Paraná, o painel sobre o panorama econômico e as reformas serviu para que o ex-ministro da Fazenda do governo Sarney e consultor econômico, Maílson da Nóbrega, e o cientista político Paulo Kramer, palestrassem sobre o contexto atual da política e economia do país. Na visão deles, o presidente Michel Temer (PMDB) termina o mandato em 2018.

Para Paulo Kramer, a imprevisibilidade no país gera um grande risco político, enquanto que para a economia funcionar são necessárias regras claras. “Apelidamos o país de ‘riscolândia’, porque todo dia tem um fato novo e a bola de cristal fica embaçada. E para uma economia moderna funcionar é preciso h (…)


Rafael Greca determina andamento de processos para funcionamento de hospitais

curitiba02

 

O Prefeito Rafael Greca determinou celeridade a processos travados na Prefeitura, pela gestão anterior, e que punham em risco atendimentos no Complexo Hospitalar do Cajuru. Em reunião na terça-feira (6/6) com representantes do Grupo Marista, que administra os Hospitais Cajuru e Marcelino Champagnat, Greca analisou projetos dos hospitais que tramitam na esfera municipal e que precisam de andamento para que as instituições tenham condições de renovar os alvarás de atendimento e captar recursos do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O Hospital do Cajuru é o pronto-socorro da cidade. A Prefeitura não pode se auto-embargar, é preciso considerar o interesse público”, disse Greca.

Entre as obras paradas até o momento (…)

Página 4 de 698« Primeira...23456...102030...Última »