Novo contrato reduz custos e melhora manutenção da frota de veículos do Estado

O Governo do Estado está adotando um novo sistema de gerenciamento da frota pública de veículos, que vai ampliar em seis vezes o número de oficinas de manutenção, dar mais rapidez no atendimento e trazer uma economia de 20% nos custos.

O novo modelo de gestão da frota será compartilhado entre o Estado e uma empresa especializada, vencedora de licitação, a JMK Serviços, de Curitiba.

No sistema antigo, cada uma das 37 oficinas de manutenção de veículos que atendiam ao Estado tinha contrato em separado, com condições e critérios distintos.

O novo sistema tem apenas um contrato, com a empresa vencedora da licitação. Assim, o Departamento de Transporte Oficial (Deto), unidade da Secretaria da Administração e da Previdência, passa a ter maior controle na gestão da frota e na fiscalização da empresa contratada.

O contrato prev (…)


Projeto prevê construção obrigatória de cisternas para armazenamento de água da chuva

O deputado Paulo Litro (PSDB) apresentou proposta de lei na Assembleia Legislativa determinando que os projetos para edificação de prédios públicos no Paraná prevejam obrigatoriamente a construção de cisternas para a coleta e armazenagem de águas pluviais, com capacidade suficiente para suprir a demanda de consumo para serviços de limpeza e saneamento básico dos órgãos que vierem a abrigar. Com relação aos prédios públicos já existentes, o projeto estabelece prazo de até cinco anos para a adaptação à exigência.

A obrigatoriedade da construção das cisternas também alcançaria as edificações da iniciativa privada, desde que apresentem mais de quatro pisos e venham a abrigar número superior a cem pessoas, sejam em residências ou em salas comerciais. A proposta do deputado Paulo Litro define também um prazo de até um ano para que os municípios façam as adaptações de sua legislação, contemplando as determinações legais do plano estadual. (…)


Comissão de revisão do Regimento Interno iniciará sua análise pela tramitação da Lei Orçamentária

A Comissão Especial para análise e reforma das regras do Regimento Interno da Assembleia Legislativa reuniu-se na manhã do dia 17, terça-feira, sob a presidência do deputado Pedro Lupion (DEM), para discutir a metodologia de trabalho que será adotada para a execução da tarefa. Os membros da Comissão devem receber até sexta-feira (20) cópias de um pré-projeto organizado em conjunto pela Diretoria Legislativa e pela Diretoria de Apoio ao Plenário, com base no trabalho realizado na Legislatura anterior. A previsão é que na próxima terça-feira (24), em reunião marcada para as 10 horas na Sala das Comissões do Legislativo, tenha início o debate sobre a tramitação da Lei Orçamentária.

Na sessão de terça, Lupion e o deputado Edson Praczyk (PRB), relator da comissão, falaram sobre a importância da revisão para o perfeito funcionamento do Legislativo, lembrando que interpretações dúbias permitidas por artigos ou omissões do atual Regimento já geraram inclusi (…)


Prefeitura de Curitiba irá construir novo cemitério, o primeiro após 58 anos

A Prefeitura de Curitiba recebeu no dia 17, terça-feira, pelas mãos do prefeito Gustavo Fruet, o registro de imóvel que legaliza a doação de uma área de 44,5 mil metros quadrados, no bairro do Umbará, para a construção de um novo cemitério na região sul da cidade. Curitiba não tem um cemitério municipal novo desde 1957, quando foi inaugurado o do Santa Cândida.

A doação concretiza um convênio realizado em 1992 entre a Associação Beneficente Parque São Pedro e o Município, regularizado apenas em 2015 após um trabalho conjunto dos técnicos das Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Urbanismo, Finanças e Procuradoria Geral do Município.

Antiga reivindicação da população, o novo cemitério contará com portal, capelas mortuárias, administração e banheiros e deverá ser entregue no fim de 2016.

“É muito importante poder atender a população no momento de perda de um familiar. Vagas em cemitérios são uma das maiores demandas da população par (…)


Plano Diretor 2015 expande o tripé de planejamento para novas áreas de Curitiba

A proposta de revisão do Plano Diretor, que está em discussão na Câmara Municipal, consolida e expande para cinco novas áreas de Curitiba a aplicação do tripé que orienta o planejamento urbano da cidade: integração entre o transporte coletivo, o sistema viário e o controle do uso e da ocupação do solo.

curitiba01Se nos planos anteriores induziu-se o crescimento da cidade de forma linear, agora a intenção é criar uma malha que corta os atuais eixos de transporte coletivo, com a interligação dos eixos atuais com os novos.

Cinco novas vias receberão a infraestrutura já presente nas atuais: canaleta exclusiva para ônibus, ladeada por duas vias de tráfego lento, uma em cada sentido (como ocorre hoje, por (…)