Escrito em por

governo01

 

A Secretaria de Estado da Saúde distribuiu, na segunda-feira (29), 190 equipamentos para 38 hospitais do Paraná. Voltados especificamente para serviços de obstetrícia, a entrega totaliza R$ 335 mil em recursos do Tesouro estadual. O evento aconteceu no Departamento de Logística da Saúde (Dels), em Curitiba, com a presença do secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto.

“Essas maternidades que estão aqui hoje são coautoras dos bons resultados que o Paraná tem atingido. São os melhores índices da história do Estado em mortalidade infantil e materna. Desde sempre, colocamos muito recurso para nossos hospitais, desde custeio, reforma e equipamentos. Este não é o primeiro e também não será o último investimento, ainda tem muita coisa para acontecer”, enfatizou Caputo Neto.

Dentre os equipamentos distribuídos estão 61 oxímetros de pulso; 25 fototerapias; 15 detectores fetais; 63 divãs clínicos; 10 mesas ginecológicas luxo; e 16 mesas ginecológicas simples.

Segundo o presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Paraná (Femipa), Flaviano Feu Ventorim, os hospitais costumam ter dificuldade para adquirir equipamentos, pois o valor deve sair das despesas diárias da instituição.

“Os últimos anos têm sido um período de muita parceria para os hospitais filantrópicos. A atual gestão entende a importância dessas instituições e isso só serve para contribuir com quem realmente precisa: o paciente que usa o Sistema Único de Saúde no Estado”, salienta Ventorim.

O diretor administrativo do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo de Guarapuava, Nadir Roberto Martini, fala que alguns equipamentos precisam ser trocados devido ao tempo de uso. “Alguns equipamentos depois de algum tempo de uso começam a demandar muita manutenção. A entrega de hoje vai ajudar a renovar nosso parque tecnológico e garantir que os usuários tenham sempre equipamentos de ponta à disposição”, destaca.

A diretora-geral da maternidade Mater Dei, em Curitiba, irmã Iracema Vujanski, também foi receber os equipamentos. “Estes aparelhos trarão ainda mais qualidade na assistência à gestante. Temos cada vez mais nascimentos. Em 2017 foram, em média, 360 por mês e, com os equipamentos, as mães serão acolhidas cada vez melhor”, afirmou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)