Escrito em por

foto dai

 

Nesta entrevista exclusiva concedida ao jornal A Gazeta Cidade de Pinhais, o Presidente da Câmara, Gilberto Hartkopf, avalia o primeiro ano da gestão de seu segundo mandato à frente da Casa. O vereador fala também de projetos futuros para o Legislativo e sua carreira política.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Ao findar o terceiro ano na Presidência da Câmara, como o senhor avalia sua gestão em 2015?
Gilberto Hartkopf: Quase todas as metas foram cumpridas, à exceção da instalação dos equipamentos de áudio e vídeo para o plenário. Contratamos a empresa de consultoria, e estávamos com a licitação bem adiantada, mas devido ao grande aumento do dólar, tivemos que recuar, pois a maioria dos equipamentos são importados. Os equipamentos são necessários, mas, por enquanto, vamos usando o da Prefeitura. Precisamos economizar no que for possível.

A Gazeta Cidade de Pinhais: A Câmara tem um orçamento anual para quitar a folha de pagamento dos vereadores e servidores da Casa, além de outras despesas. Nesse orçamento não está previsto também melhorias, como no caso dos equipamentos de áudio e vídeo para o plenário?
Gilberto Hartkopf: Sim, no orçamento estão previstos investimentos que possam melhorar os trabalhos na Câmara. No entanto, temos que ser conscientes na hora de gastar a verba. Foi pensando assim que, no final de 2015, obtivemos uma economia de R$ 2,8 milhões. Esse dinheiro foi devolvido à Prefeitura em dezembro do ano passado. Na ocasião, sugerimos que o valor fosse investido na área de saúde, em especial, para cobrir os custos de manutenção do Hospital e Maternidade. Mesmo com uma diminuição, em 2015, do repasse da Prefeitura à Câmara, devido ao momento econômico, a Casa de Leis de Pinhais conseguiu devolver mais dinheiro do que no ano anterior. Tivemos cerca de R$ 800 mil a menos de repasse, mas mesmo assim devolvemos R$ 300 mil a mais que em 2014.

A Gazeta Cidade de Pinhais: E quanto aos gabinetes dos vereadores, como o senhor avalia o direcionamento da gestão?
Gilberto Hartkopf: Procuramos dar o máximo de condições de trabalho a todos os vereadores, para que possam exercer suas funções, como representantes da população, da melhor maneira possível.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Houve um concurso público na Câmara em 2015. Quantos funcionários já foram contratados?
Gilberto Hartkopf: Contratamos cinco novos servidores por concurso. Um para o Departamento de Informática, que já está trabalhando. Antes, contratávamos terceirizados, o que gerava um custo maior. Outra vaga abrimos para Contador. Este será o terceiro Contador da Casa. Estão sendo admitidos, também, três assistentes administrativos. Para dar um bom atendimento ao munícipe e devido às exigências do Tribunal de Contas do Estado é imprescindível uma equipe bem qualificada dentro de cada setor. Por isso, sempre que necessário, oferecemos cursos aos nossos servidores. Inclusive, gostaria de agradecer e parabenizar toda equipe pelo ótimo trabalho. São grandes colaboradores que contribuem muito para que a gestão funcione, para que a Câmara possa cumprir suas metas e objetivos. Quero agradecer também a todos os vereadores que ajudaram a economizar os recursos destinados à esta Casa e contribuíram, aprovando os projetos, para que o Prefeito pudesse fazer uma grande gestão.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Como o senhor lida com algumas críticas que tem recebido com relação a sua gestão?
Gilberto Hartkopf: Tenho recebido críticas e gostaria de deixar claro que, quando assumi a Presidência da Câmara, foi num momento em que esta Casa passava de 11 para 17 vereadores. Foram seis vereadores a mais, seis gabinetes novos, somando 18 novos assessores. Com isso, aumentaram em muito as despesas com pessoal, energia elétrica, telefone, internet, gás, água, materiais de escritório e estrutura em geral. Aliás, falando em equipamentos de escritório e materiais de administração, quero ressaltar que tenho procurado dar as melhores condições de trabalho possíveis, tanto na parte administrativa quanto aos vereadores. Em nenhum momento deixei faltar algo para os gabinetes, muito menos, materiais básicos, como um cartucho de impressora. Em outra gestão da Câmara, cheguei a comprar cartucho de impressora para meu gabinete com recursos próprios, quando o colega que tanto me critica era Presidente da Câmara. Para mim, seguir os princípios da boa gestão é uma obrigação de cada gestor. Porém, fazer economia deixando de dar boas condições de trabalho aos vereadores e servidores da Casa não é nada inteligente.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Existe previsão de mais algum investimento importante para 2016?
Gilberto Hartkopf: Todos os investimentos são importantes, mas, dentre eles, destaco a instalação da rampa de acessibilidade e o paraciclo para bicicletas. Haverá ainda reforma nos telhados, com impermeabilização e outros reparos.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Qual sua expectativa para os trabalhos na Casa, no plenário, em particular, neste ano de eleições municipais?
Gilberto Hartkopf: Certamente, teremos muitas discussões em plenário em razão de disputa de espaço. É normal. Como presidente, quero fazer meu trabalho de mediador desses debates. Temos dois processos de cassação correndo na Casa e que devem se encerrar nesse primeiro semestre. As disputas serão mais acirradas no debate sobre a cidade. Esperamos que, por causa do pleito, a gestão não seja atrapalhada, obstruída, por conta de algum tipo de manobra, de articulação. Estamos aqui para defender os interesses da cidade e sua população.

A Gazeta Cidade de Pinhais: O senhor já disse em entrevistas passadas que não tem mais intenção de se candidatar à reeleição para Vereador. Pretende encerrar a carreira política ou almeja algum outro cargo, como prefeito ou vice, por exemplo?
Gilberto Hartkopf: Ainda não temos nada definido em relação à sucessão de nosso prefeito, mas estamos trabalhando em cima de algumas possibilidades. A minha intenção é ser candidato a Prefeito, mas depende das negociações e articulações que acontecerão até as convenções, em julho. Numa entrevista do próprio Prefeito Luizão, ele colocou alguns nomes em destaque que deverão pleitear uma chapa, para Prefeito e Vice, que são, além do meu nome, o da Vice-Prefeita Marli Paulino e o da Secretária de Administração Rosa Maria. Fiquei feliz por ter sido lembrado pelo Prefeito. Porém, como disse, se nessas articulações não der para sair candidato a Prefeito, colocaremos nossos nomes à disposição para o cargo de Vice. Considero o mais importante, nessa questão, termos um grupo que dará continuidade a esse grande trabalho que tem sido feito pelo Prefeito Luizão e equipe, com seus secretários, servidores e com o apoio de quase 100% dos vereadores.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)