Escrito em por

2

 

Na manhã do dia 7, segunda-feira, os deputados estaduais responsáveis pela coordenação do Prêmio Paz Paranaense – Alexandre Guimarães (PSD), Hussein Bakri (PSD) e representantes do Deputado Paranhos (PSC) – estiveram com o Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSDB), para organizar detalhes da entrega.

Mais de 30 instituições inscritas

De acordo com o Deputado Alexandre Guimarães, o objetivo do Prêmio é reconhecer e estimular boas práticas de prevenção ao uso de drogas e tratamento de dependentes químicos no Estado do Paraná. Até agora, mais de 30 instituições e pessoas físicas se inscreveram para concorrer, entre elas universidades, prefeituras, escolas, programas sociais, casas de recuperação, institutos e investigadores da polícia. Na disputa pelo Prêmio, o Município de Campo Largo deverá concorrer com projetos da Secretaria Municipal de Políticas Sobre Drogas.

Vilões da sociedade

“Drogas são vilões que destroem a sociedade a partir de sua base, a família. E esse mal só pode ser vencido com a união de prevenção e repressão. É fundamental estimular que as boas práticas, nessas duas frentes, continuem no nosso estado”, afirmou o Deputado Alexandre Guimarães.

O Prêmio

A ideia do Prêmio Paz Paranaense surgiu durante uma Audiência Pública de Políticas Sobre Drogas, realizada pelos Deputados Alexandre Guimarães, Bakri e Paranhos, no Plenarinho da Alep, em março deste ano.

A iniciativa contou com o apoio do Departamento de Políticas Sobre Drogas da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária, que divulgou o regulamento e recebeu as inscrições da sociedade em sete categorias: Escola Pública, Setor Público, Entidade Privada, Sociedade Civil Organizada, Gestão Inter setorial, Pessoa Física (Agente Colaborador) e Pessoa Física (Agente Beneficiado).

A organização do “Paz Paranaense” vai premiar os três primeiros colados de cada categira com diplomas e medalhas.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)