Escrito em por

pinhais02

 

Diante da estiagem, práticas de armazenamento de água adotadas por algumas pessoas podem trazer riscos à saúde, portanto são necessários esclarecimentos sobre os cuidados a serem adotados

 

Tendo em vista a prevenção do novo coronavírus, é importante que seja dada prioridade aos hábitos de higiene pessoal e alimentação. Além disso, algumas práticas de armazenamento de água podem oferecer riscos à saúde, portanto são necessários esclarecimentos sobre os cuidados a serem adotados.

“Diante da atual situação de desabastecimento de água no município de Pinhais, muitas pessoas acabam buscando alternativas de diferentes formas. Entre elas estão o uso de reservatórios improvisados, água de bicas, minas, poços, chafarizes, entre outros”, explica Natacha Sohn Hausner, da Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental.

Segundo Natacha, o uso de água de poços rasos, minas e bicas não é recomendado para o consumo humano, pois está sujeito à contaminação por agentes microbiológicos, matéria orgânica proveniente de esgoto não tratado e poluentes químicos. “As doenças mais comuns transmitidas pela água não potável são doenças diarreicas, cólera, febre tifoide e hepatite A. Portanto, sintomas como diarreia, dor abdominal, náuseas, vômitos e febre podem estar associados ao consumo de água por essas fontes”, alerta.

“A água utilizada para consumo humano deve ser potável, isto é, aquela que é tratada e proveniente do abastecimento público, de poços profundos, de caminhões-pipa e água mineral envasada, devidamente regularizados no órgão da vigilância em saúde”, orienta a profissional.

A Sanepar faz algumas recomendações sobre o uso racional da água, confira:

- Feche a torneira: uma torneira aberta faz escorrer pelo ralo 20 litros de água por minuto. Ao lavar as mãos ou a louça, não deixe a torneira aberta todo o tempo.

- Hora do banho: seja rápido no banho. Cada 5 minutos embaixo do chuveiro ligado consomem 70 litros de água.

- Basta um copo: para escovar os dentes é necessário apenas um copo de água. Deixar a torneira aberta gasta 20 litros de água por minuto.

- Está pingando: os maiores ladrões de água são vazamentos, torneira pingando e descarga desregulada. Faça manutenção regularmente.

- Use a vassoura: antes de lavar a calçada, use a vassoura. Jamais use a água da mangueira para “varrer” a sujeira.

- Lavando roupa: junte roupas para lavar todas de uma só vez. Aproveite a água usada no tanque ou na máquina para lavar calçadas.

- Reaproveite: a água do último enxágue das roupas, no tanque ou na máquina, pode ser usada para ensaboar tênis, cobertores e pisos.

Serviço

Para informações sobre o abastecimento entre em contato com a Sanepar pelo telefone 0800-200-0115 ou pelo site www.sanepar.com.br. Para consultas sobre o rodízio acesse: http://site.sanepar.com.br/mapa-rodizio-abastecimento-curitiba-rmc

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)