Escrito em por

curitiba02

 

A Prefeitura de Curitiba quitou, no dia 30/8, sexta-feira, toda a dívida herdada com a Cavo, principal empresa fornecedora de serviço de limpeza urbana da capital.

Quando assumiu a prefeitura em 2017, o prefeito Rafael Greca encontrou o município com uma dívida de R$ 95,6 milhões somente com a empresa.

Com a quitação, Curitiba vai na contramão da maioria dos municípios brasileiros, que acumulam dívidas e inadimplência em contratos com companhias de limpeza urbana em todo país.

Um levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) revela que as prefeituras devem R$ 16 bilhões para as empresas do setor em todo país. A previsão é que até o fim de 2019 outros R$ 5,23 bilhões deixarão de ser pagos.

O município de Curitiba conseguiu encerrar o débito com a Cavo graças à renegociação e a realização de leilões de dívidas.
A ferramenta, explica o secretário de Finanças, Vitor Puppi, permite o pagamento de dívidas com fornecedores por meio de desconto nos valores, o que vem ajudando o município a quitar pendências e ainda economizar.

“Esse instrumento que adotamos a partir do Plano de Recuperação de Curitiba é eficaz porque ajuda tanto a Prefeitura, que tem desconto no pagamento, quanto os fornecedores, que recebem mais rapidamente”, disse Puppi.

A Cavo teve participação ativa nos leilões de dívidas. Da dívida herdada de R$ 95,6 milhões, 65% foram quitados através dos leilões e o restante pago em parcelas mensais.

A empresa foi uma das participantes do leilão de sexta-feira (30/8), de R$ 10 milhões, divididos em seis lotes. O leilão teve desconto médio de 18,58% e com isso, a Prefeitura vai pagar R$ 8,1 milhões.

Até agora foram realizados 12 leilões pela Prefeitura, totalizando dívidas de R$ 108, 8 milhões. O desconto médio foi de 17,81%, o equivalente a R$ 19,37 milhões de recursos economizados pelo município.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)