Escrito em por

curitiba01

 

O diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Alcides de Oliveira, fez uma ampla explicação sobre epidemias pelo mundo e no Brasil

Dirigentes da Prefeitura de Curitiba reuniram-se, na manhã de quinta-feira, dia 19, na sede da Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal, com os integrantes dos sindicatos que representam os servidores municipais. Eles trataram das dúvidas sobre as medidas para o enfrentamento, prevenção e controle do novo coronavírus em Curitiba.

Na quarta-feira, dia 18, foi publicado decreto de orientações aos servidores no Diário Oficial do Município. As lideranças da Prefeitura informaram que deverá haver ajustes no decreto, conforme a necessidade, e portarias poderão ser publicadas adequando as informações à realidade das secretarias e órgãos da prefeitura.

A superintendente de Gestão de Pessoal, Luciana Varassin, destacou que as medidas foram anunciadas respeitando a realidade deste momento e que elas serão ajustadas a cada nova fase da epidemia em Curitiba. “Não podemos prejudicar o atendimento e queremos proteger os servidores”, afirmou.

A superintendente executiva da Secretaria da Saúde, Beatriz Battistella Nadas, enfatizou que o servidor municipal é muito importante. “Somos um recurso estratégico para Curitiba. O servidor público de Curitiba tem imbuído o espírito público. Nós vamos para a frente de batalha, somos os que não podem desistir. Vamos vencer porque temos competência para isso”, declarou.

Responsabilidade e serenidade

Beatriz pediu responsabilidade e serenidade ao grupo de representantes das categorias. “Neste momento, a cidade não tem transmissão comunitária. Estamos organizando os fluxos de trabalho. Cada setor tem que rever seus processos de trabalho. Estamos adotando todas as medidas adequadas ao momento que estamos vivendo. Nada é definitivo”, declarou.

Ao falar dos equipamentos de proteção individual como as máscaras, Beatriz reconheceu que esta pode ser uma fragilidade, mas garantiu que Curitiba tem o produto em estoque e mais máscaras estão sendo compradas. “Estas dificuldades são em razão do desabastecimento dos insumos por parte dos fornecedores”, disse.

Ela falou ainda do comportamento abusivo de fornecedores que elevaram o preço do produto.

Cuidado com informações falsas

O diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde, Alcides de Oliveira, fez uma ampla explicação sobre epidemias pelo mundo e no Brasil.

“As pandemias sempre existiram. O novo coronavírus é mais um desafio. O que facilita hoje, em relação ao passado, é que a comunicação está cada vez mais rápida”, declarou. Ele citou o impacto das informações falsas e enfatizou a importância do papel dos profissionais de saúde. “Estes profissionais têm que olhar para as evidências científicas”, alertou.

O diretor abordou o papel da vigilância em saúde, que deve detectar os casos, e destacou a importância das medidas de prevenção e de profilaxia.

“Quando cada um se protege individualmente isso traz proteção para a população como um todo”, observou.

Também acompanharam a reunião os superintendentes executivos das secretarias de Governo Municipal, Airton Sozzi Júnior, de Planejamento, Finanças e Orçamento, Daniele Regina dos Santos, da Educação, Oséias Santos de Oliveira, o superintendente da Guarda Municipal, Carlos Celso dos Santos Júnior, o gerente da medicina ocupacional, Lino Tasso Ravaglio Junior, e o gerente do setor de perícia, Ernani Duarte Gomes Pereira.

Participaram do encontro dirigentes dos sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc), dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac), dos Servidores da Guarda Municipal de Curitiba (Sigmuc), dos Agentes Comunitários de Saúde do Paraná (Sindacs/PR), dos Auditores Fiscais de Tributos Municipais de Curitiba (Sinfisco), dos Servidores Municipais de Enfermagem de Curitiba (Sismec).

Principais orientações para os servidores

Os serviços públicos municipais devem ser preservados pelas chefias e gestores.

Será intensificada a higienização e limpeza das unidades da prefeitura que estiverem em funcionamento.

Reuniões e eventos das secretarias e órgãos devem ser adiados ou realizados por videoconferência. Se for absolutamente necessária a manutenção do encontro, deve ser realizado em ambiente arejado, com espaço médio de um metro entre os participantes.

Servidores com 65 anos ou mais e gestantes devem trabalhar de casa, se sua atividade permitir o trabalho remoto. Chefia deve dispensar o servidor.

Quem tem alguma patologia grave entre as definidas pelo Ministério da Saúde poderá ser dispensado.

Quem tiver qualquer quadro gripal e os que apresentarem sintomas associados ao novo coronavírus deverão encaminhar atestado médico, cópia do documento de identidade com foto, indicação da matrícula para o endereço eletrônico [email protected]

Quem tiver confirmação de doença decorrente do novo coronavírus, por critério clínico ou epidemiológico, será afastado durante 14 dias.

Servidores que viajaram para outros países ou regiões do Brasil onde tenha havido a transmissão comunitária serão afastados em isolamento domiciliar, por sete dias, se não tiveram sintomas. Os que viajaram e apresentaram sintomas, ficam em quarentena por 14 dias.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)