Escrito em por

curitiba02

 

A Prefeitura depositou um total de R$ 3,17 milhões nas contas das escolas, Centros Municipais de Atendimento Infantil (CMEIs) e Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado (CMAEEs) da rede pública de ensino.

O valor inclui a cota consumo, que se destina à aquisição de diversos itens limpeza, brinquedos, jogos e material pedagógico e esportivo, e a cota serviço (reparos de vidros quebrados, telhas, troca de lâmpadas). Essa é a quarta parcela deste ano do Fundo Rotativo.

“Com os recursos do Fundo nossos diretores conseguem planejar o que vão fazer na unidade, tanto as compras dos itens necessários quanto os serviços de manutenção. Esse dinheiro garante agilidade na administração da escola”, explicou o prefeito Rafael Greca.

O superintendente Executivo da Secretaria Municipal da Educação, Oséias Santos de Oliveira, esclarece que esse dinheiro, repassado diretamente pelo município às unidades, serve para cobrir gastos com materiais de consumo, expediente e pedagógico (cota consumo), além de manutenção e pequenos reparos do prédio escolar (cota serviço).

“O objetivo é garantir que as reposições de materiais e serviços rotineiros, como troca de um vidro da janela, ou as compras de produtos de limpeza, sejam feitas de maneira rápida. Assim, a administração escolar consegue resolver questões do dia a dia com rapidez”, afirma o superintendente.

Segundo o coordenador de Recursos Financeiros Descentralizados da Secretaria Municipal da Educação, Adriano Guzzoni, as escolas recebem o recurso de acordo com o número de estudantes e a estrutura. O valor é depositado em cartão-pagamento, que é acessado somente pelo diretor de cada unidade.

No ano passado, a Prefeitura repassou R$ 12,8 milhões do Fundo Rotativo para as escolas municipais, CMEIs e CMAEEs. Os recursos descentralizados beneficiaram cerca de 140 mil crianças e adolescentes.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)