Escrito em por

curitiba02

 

Em visita à Regional Pinheirinho, na sexta-feira (05/05), o Prefeito Rafael Greca anunciou o estudo para a implantação do anel de transporte metropolitano, de integração da Linha Verde à estrutural Norte-Sul com prolongamentos aos municípios que fazem fronteira com Curitiba nessas regiões.

O esboço do projeto está sendo estudado pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) como parte do processo de macroplanejamento para preparar a cidade para as demandas futuras com o carregamento da Rede Integrada e a ocupação dos eixos de transporte. “Vou juntar a Linha Verde com a Estrutural. O sistema terá um vértice no Pinheirinho, vai subir até o Santa Cândida, seguirá pela Mascarenhas de Moraes até o Atuba e voltará pela Linha Verde e se possível com um sistema de transporte moderno e bem desenhado”, afirmou Greca.

O anúncio do estudo do desenho para a Rede Metropolitana Integrada de Transporte foi feito em reunião na Ceasa (Centrais de Abastecimento do Paraná S/A) com o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, Eduardo Pimentel, na presença do presidente do órgão, Natalino Avance de Souza, dos vereadores Tico Kuzma e Ezequias Barros, do deputado estadual Rubens Recalcatti, do representante da Associação Comercial do Paraná, Sinval Machado, do presidente do Sindicato dos Permissionários em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado do Paraná (Sindaruc), Paulo Salesbram, entre outras lideranças da região Sul da cidade. Também participaram os administradores regionais do Tatuquara, Jadir Silva de Lima; do Bairro Novo, Fernando Werneck Bonfim; da CIC, Raphael keiji Assahida; e do Pinheirinho, João Simões Cordeiro; além do presidente do Ippuc, Reginaldo Reinert, e equipe e o secretário do Abastecimento, Luiz Gusi.

Trincheira

Greca também falou dos trabalhos de finalização da trincheira da Ceasa, que tem previsão de término entre o fim deste ano e o início de 2018. “É uma importantíssima ligação entre o Ganchinho e Umbará com a Cidade Industrial e os bairros de Curitiba da Região Oeste. É fundamental que a obra fique pronta logo.”

O prefeito ressaltou que foi encaminhado à Câmara Municipal o Plano de Recuperação de Curitiba, que deverá ser votado entre os meses de maio e junho. “Em isso acontecendo, faremos mais e melhor. Por enquanto, o nosso horizonte é não deixar nada inacabado, nada parado.”

O presidente da Ceasa, Natalino Avance de Souza, pediu ao prefeito que a administração municipal considere a Central de Abastecimento como parte da estrutura urbana de Curitiba. “O senhor está fazendo em 125 dias o que a administração passada não fez em quatro anos”, disse Souza.

Décima visita

Na Regional Pinheirinho, o prefeito e as equipes técnicas do município completaram a primeira etapa de visitas às regionais. O primeiro local visitado foi a Unidade de Acolhimento Institucional (UIA) Novo Mundo, que atende a 16 meninas de 7 a 15 anos de idade. Elas frequentam a escola, têm atividades no contraturno e moram na República mantida pela FAS, onde têm alimentação, higiene e atenção.

No local, o prefeito assistiu à apresentação do projeto Meu Reino Encantado, de recuperação de áreas degradadas em espaços de atenção à infância. O trabalho é desenvolvido por estudantes de arquitetura da PUCPR, orientados pela professora Wivian Diniz, e com o apoio da iniciativa privada pela empresa CWS Engenharia.

Para o terreno anexo a esta unidade está sendo projetada uma nova área de convivência, solário, quadra de esportes e setor de serviços. A Prefeitura autorizou o uso do terreno para a implantação do projeto. “O melhor de tudo é ver os estudantes trabalhando com a realidade da cidade e não restritos à academia”, disse o prefeito.

No Guaíra, Greca visitou as obras de perfilamento do Córrego do Curtume, na Rua Pernambuco, onde encontrou lideranças comunitárias da região. O investimento é de R$ 120 milhões em obras de macrodrenagem. “Estamos fazendo um imenso trabalho de reperfilamento, limpeza e conservação dos rios que formam o Belém. As margens estão ganhando muros de contenção e os leitos dos rios estão sendo requalificados para evitar as enchentes que tanto afligiam os curitibanos da parte mais baixa da cidade”, explicou o prefeito. Outra obra visitada foi a do CMEI Novo Mundo, que deverá receber 200 crianças.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)