Escrito em por

avenida_maringa_foto_roberto_dziura_jr-4212

 

Próxima ao fim do terceiro ano de seu primeiro mandato, a Prefeita Marli Paulino (PDT) concedeu entrevista exclusiva ao jornal A Gazeta Cidade de Pinhais destacando os desafios na saúde e segurança pública e conquistas como, a inauguração de obras e melhoras em infraestrutura. Com aproximadamente 90% do Plano de Governo já executado, em 2020, a estimativa é de que a gestão contará com R$ 360 milhões no orçamento para dar continuidade a obras e projetos, com a expectativa de um resultado muito positivo ao término do mandato.

A Gazeta Cidade de Pinhais: Pouco antes do recesso parlamentar de julho, a Câmara aprovou o benefício do vale-alimentação aos servidores municipais. Porém, a nova legislação prevê o pagamento desse benefício somente até o mês de dezembro. Como vai ficar a concessão desse benefício a partir de 2020? Qual o impacto no orçamento da concessão desse benefício?

Marli Paulino: A questão do benefício do vale-alimentação era algo que eu fazia questão de conceder aos servidores. Era uma reivindicação antiga e sabemos que os servidores merecem ser valorizados, afinal, são eles que conduzem a Prefeitura. Mas, claro, sempre com muita cautela, com estudo de viabilidade, dentro do que era possível no nosso orçamento. O benefício foi previsto até dezembro para fazer uma avaliação orçamentária, mas já estamos fazendo os cálculos para estendê-lo para o próximo ano. Neste ano de 2019, o valor investido neste benefício será de aproximadamente R$ 2.400.000,00.

 

A Gazeta: A Câmara votou a Lei Orçamentária Anual (LOA), que definirá o Orçamento de 2020. Qual a estimativa de arrecadação para 2020 e quais as principais obras e projetos previstos para o ano que vem? Como é realizado o orçamento participativo?

Marli Paulino: A previsão de orçamento para o ano de 2020 é de R$ 360 milhões e, os recursos destinados a investimentos visam concluir as obras previstas no plano de governo, grande parte delas já iniciadas em 2019, como é o caso dos asfaltos, calçadas e ciclovias por toda cidade. Continuam como prioridade, também, as melhorias na saúde e na segurança pública do município, que são temas que a população apresenta nas audiências como sendo as prioridades para a comunidade de Pinhais.

O orçamento participativo é feito através de consultas online, enquetes, formulários, pesquisas de opinião e também em audiências públicas, onde a palavra é livre. As sugestões apresentadas são integradas àquelas que vêm da própria administração e se transformam em prioridades, a exemplo da saúde e da segurança, que sempre têm aparecido como demandas mais urgentes.

 

A Gazeta: Como estão as obras de duplicação da Avenida Maringá? Qual a previsão de finalização da obra?

Marli Paulino: As obras de duplicação da Avenida Maringá já estão em andamento. Iniciamos com recursos próprios o trecho compreendido entre as ruas Jandaia do Sul à Rua Umuarama, e estamos tratando com nosso Deputado Luizão Goulart a destinação de recursos de emenda parlamentar para a continuidade da duplicação. É uma via de acesso aos principais bairros da cidade e aos municípios vizinhos; além de estruturar o setor industrial. É uma obra muito aguardada pela comunidade, pois, irá melhorar bastante o trânsito daquela região. No projeto, consta ainda ciclovia e ciclofaixa, pavimentação definitiva, travessias elevadas para pedestres, nova iluminação pública e paisagismo. Pretendemos concluir até o início do próximo ano.

 

A Gazeta: As obras de revitalização da Avenida Iraí foram bem recebidas pela população e comerciantes? Quê melhorias trouxe à comunidade?

Marli Paulino: Esta também era uma obra muito aguardada. Propusemos a revitalização da Avenida Iraí, pensando em beneficiar os comerciantes, melhorar o trânsito e, claro, segurança para os munícipes que circulam pelo local. A Avenida Iraí é uma importante via de ligação com o município de Piraquara e existia bastante congestionamento em horário de pico. Com a revitalização, fizemos um novo asfalto, ciclovia, calçadas e a colocação de rotatórias, o que tem feito o trânsito fluir melhor. Além destes benefícios, foi refeita toda a parte de iluminação, substituindo as lâmpadas por led, o que tem um impacto muito positivo, tanto economicamente, quanto na questão da durabilidade e segurança. Tivemos uma avaliação muito positiva por parte da população, que aprovou as melhorias. Ainda em parceria com o município de Piraquara, que está duplicando a Avenida Pastor Adolfo, vamos fazer uma reformulação na rotatória próximo à ponte do Rio Iraí, que também será duplicada, melhorando a ligação com Piraquara.

 

A Gazeta: Sobre o atendimento em saúde pública, um dos grandes desafios é o atendimento na UPA 24 horas. O que tem sido feito para melhorar e agilizar o atendimento? Aliás, na Câmara, comentou-se que a Secretaria Municipal de Saúde tem elaborado um novo sistema de agendamento para as consultas nos postos de saúde. Como será esse sistema que deverá agilizar a marcação de consultas?

Marli Paulino: Quando o assunto é saúde, temos nos esforçado para atender aos anseios da população. Sabemos que é uma área em que há uma grande demanda e que as pessoas, quando buscam atendimento, vão porque estão precisando. Implantamos uma nova forma de atendimento nas Unidades de Saúde, visando diminuir o tempo de espera para as consultas. Um novo modelo de acolhimento para que a população não precise chegar de madrugada. Hoje, as unidades começam a atender às 7h, e a população é atendida de acordo com a sua necessidade, podendo agendar consultas para o dia ou para a semana, dependendo da urgência. Nosso objetivo é tentar resolver os problemas em um prazo mais curto.

Já na UPA 24 horas, temos, sim, trabalhado com um fluxo acima do desejado. A UPA de Pinhais acaba atendendo além da nossa população, também a de muitas outras cidades. Hoje quase 30% dos atendimentos são de moradores de outras cidades, principalmente Piraquara. A UPA de Piraquara foi inaugurada na sexta-feria, 27 de setembro, e esperamos que dessa forma possamos atender melhor a população de Pinhais. Vale ressaltar, também, que recentemente tivemos que licitar e contratar outra empresa para gerenciar a UPA e o hospital, o que causa alguns transtornos até estabilizar totalmente o atendimento.

 

A Gazeta: A obra de construção de uma piscina térmica no Centro de Convivência do Idoso foi uma reivindicação da comunidade e também da Câmara Municipal e deverá trazer um diferencial a Pinhais, pela oferta à Melhor Idade desse serviço pelo poder público. Qual a previsão de início e entrega da obra? Como deverá funcionar a piscina?

Marli Paulino: A piscina é uma proposta do nosso plano de governo que será cumprida. O Centro de Convivência do Idoso foi implantado, enquanto eu era vice-prefeita, na primeira gestão do Luizão. Foi um projeto importante que tem o intuito de cuidar dos nossos idosos e manter a qualidade de vida para eles. Antes, eles não tinham essa opção em Pinhais.

Hoje participam das iniciativas que o CCI propõe e sabemos de muitos idosos que pararam de tomar remédios por conta dessas atividades. Isso tem mudado, e muito, a qualidade de vida da nossa população mais idosa. A piscina era uma reivindicação já há muito tempo. Esta é uma proposta que vai se tornar realidade, em breve. O projeto já está aprovado e logo pretendemos iniciar as obras. Em relação a forma de funcionamento, ainda vamos definir com nossa equipe.

 

A Gazeta: Desde o início da sua gestão, o Poder Legislativo tem concedido todo apoio necessário à aprovação dos projetos encaminhados pela Prefeitura para votação em plenário. A formação de uma sólida base aliada em sua gestão tem sido um dos pontos positivos. A quê a senhora atribui essa grande parceria?

Marli Paulino: Desde 2009, temos uma boa convivência com a Câmara Municipal, que tem trabalhado em conjunto com a Prefeitura para aprovar os projetos que trazem benefícios para a população. A Câmara de Pinhais tem trabalhado em parceria com o Executivo e participado de todas as conquistas que temos proporcionado para nossa população. Essa boa parceria tem sido muito positiva para darmos continuidade ao bom trabalho que vem sendo feito em Pinhais.

 

A Gazeta: No ano que vem, teremos eleições municipais. A senhora pretende candidatar-se à reeleição? Se sim, continuará com a vice Rosa Maria? Quais apoios visa obter e como se desenha o cenário, entre candidaturas concorrentes, coligações possíveis, etc.?

Marli Paulino: No momento, estamos nos empenhando em cumprir o nosso plano de governo. É muito cedo ainda para falar em eleições. Quem geralmente fica só pensando em eleições de forma antecipada é a oposição. Pretendo manter a chapa com a Rosa Maria, pois, nosso trabalho está dando certo. Então, queremos, sim, continuar trabalhando por nossa cidade. Em relação a coligações e apoios, pretendemos manter o grupo. Mas é muito cedo para falar de eleições, temos concentrado esforços no trabalho para melhorar cada vez mais nossa cidade.

 

A Gazeta: Como tem sido a condução do secretariado? Mais alguma mudança em vista, além das que já foram feitas? Tempos atrás, houve algumas reclamações de empresários e comerciantes em relação à Secretaria de Urbanismo, mais especificamente, em relação ao Conselho, que estaria dificultando a concessão de alvarás de funcionamento a novos empreendimentos. Esse entrave foi solucionado? Houve troca de secretário por esse motivo?

Marli Paulino: Temos uma equipe muito qualificada na Prefeitura. Algumas mudanças são normais numa administração. Os secretários têm a sua disposição nas secretarias um corpo técnico muito competente e dedicado. São eles que fazem chegar os serviços até a população. Uma coisa que sempre peço aos servidores é que atendam bem a nossa população, que esse é nosso maior objetivo. E os secretários têm cumprido o seu papel, colocando os projetos em execução e dando continuidade ao bom trabalho em Pinhais. Em relação ao Urbanismo, fizemos diversos ajustes e ainda vamos modificar diversos pontos na legislação para aperfeiçoar e agilizar o atendimento.

 

A Gazeta: Por fim, quais obras e projetos a senhora destacaria em sua gestão, em especial, neste ano de 2019 e o que a motiva a candidatar-se à reeleição?

Marli Paulino: Pinhais é uma cidade que não pára. Temos recebido diversas empresas que vêm investir aqui por entender que este é um bom lugar. Já cumprimos cerca de 90% do que propomos no Plano de Governo e pretendemos concluí-lo até o final do nosso mandato. Nestes quase três anos de mandato, pudemos ver Pinhais prosperar ainda mais. Inauguramos o Parque das Águas, o maior da região, que tem atraído muitas pessoas de fora e é um lugar onde as famílias podem aproveitar.

Fizemos um amplo programa de calçadas e ciclovias e colocamos em prática o plano de mobilidade urbana. Pinhais está quase 100% pavimentada e temos diversas obras programadas e em andamento, como as ruas Rio Paranapanema, Av. Maria Antonieta, Casemiro de Abreu, entre outras. Temos realizado uma revitalização na iluminação do município, trocando por lâmpadas de led, diminuindo significativamente os custos com energia. E para o ano que vem, pretendemos entregar outras grandes obras, como as Capelas Mortuárias, que já estão em andamento, o Centro de Castração, o Parcão e a Piscina para os idosos, como já citado anteriormente. Também estamos tratando com o Governo do Estado sobre outros projetos importantes para nossa cidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)