Escrito em por

policia_civil

 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lembra que o trabalho desenvolvido pela Polícia Civil é fundamental para a segurança dos paranaenses

A Polícia Civil do Paraná comemorou 167 anos de história, com diversas conquistas na atividade de polícia judiciária. A instituição foi criada no dia 28 de setembro de 1853, com a assinatura de Dom Pedro II no Decreto Imperial n° 1.237.

No primeiro semestre deste ano, o índice de solução de homicídio alcançou 88,6% em Curitiba, taxa superior à dos Estados Unidos (62,3%). Também emitiu 268,3 mil carteiras de identidade somente de janeiro a setembro, mesmo em meio à pandemia do coronavírus.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lembra que o trabalho desenvolvido pela Polícia Civil é fundamental para a segurança dos paranaenses. “Cada dia mais profissionalizada, a instituição se moderniza e alcança índices de desempenho de Primeiro Mundo na solução de crimes”, disse. “A todos nós paranaenses cabe o respeito e o agradecimento pelo empenho de cada agente que se dedica ao combate à criminalidade, e que contribui para tornar o Paraná um exemplo de eficiência policial”, acrescentou.

O vice-governador Darci Piana destacou que apesar das dificuldades com a pandemia, a Polícia Civil tem feito um trabalho extraordinário, diuturnamente, em defesa dos interesses e segurança da população. “Merece a nossa consideração. Queremos agradecer e parabenizar todos os policiais civis por essa data especial”, afirmou.

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, parabenizou todos os servidores da instituição pela história de sucesso. Segundo ele, a Polícia Civil tem passado por um trabalho forte de capacitação dos profissionais, o que se vê refletido no volume de operações e no combate à criminalidade. “Tem sido elogiável. Ficamos felizes em perceber que a Polícia Civil está no caminho certo”.

O secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho, destacou o investimento que vem sendo feito em pessoal, infraestrutura e tecnologia.

“Trabalhamos constantemente. São diversos investimentos em viaturas, tecnologia e pessoal. Temos um concurso em andamento para contratação de 400 novos servidores, estamos priorizando a retirada de centenas de veículos dos pátios de delegacias e transferindo as carceragens para outra instituição, para que os policiais civis possam trabalhar exclusivamente no serviço de investigação. Todas as ações são pensadas em melhorar a atuação da polícia e fornecer um serviço de qualidade para toda população”, afirmou.

O delegado-geral Silvio Rockembach parabenizou os policiais civis por todo trabalho que vem sendo realizado. “Parabéns pelo profissionalismo e competência que vêm sendo demonstrados, assim como por todos os bons resultados alcançados. São verdadeiros heróis, que não têm medido esforços para melhorar as condições de segurança no Paraná. Hoje é o aniversário da Polícia Civil, mas os parabéns, quem merece, na verdade, são homens e mulheres que fazem a história dessa nobre instituição”, enfatizou Rockembach.

CAPACITAÇÃO

No mês de aniversário, a Polícia Civil ainda lançou um calendário anual de cursos de aperfeiçoamento. Serão mais de 100 chances para servidores do Interior e da Capital até o final de 2021. A lista prevê 31 tipos de cursos para os policiais civis distribuídos em sete áreas. A maior parte, 61, será ministrada no Interior, outros 43 em Curitiba e cinco na modalidade de ensino a distância. O primeiro curso de atualização em armamento e tiro foi ministrado em Cascavel, entre os dias 22 e 25 de setembro.

RESULTADOS

Em 2020 o percentual de elucidação de assassinatos na Capital confirmou o trabalho bem sucedido dos policiais civis. Foram registrados 140 crimes e solucionados 124 entre janeiro e junho. Nos Estados Unidos, país referência em qualidade nas investigações policiais, o índice foi de 62,3% em 2018, últimos dados oficiais divulgados pelo FBI (Polícia Federal dos EUA).

Entre abril e junho a instituição avançou na destinação de veículos apreendidos sucateados que ocupavam espaço em pátios da PCPR em várias cidades do Estado. Mais de 3,4 mil veículos nessas condições foram leiloados e removidos, garantindo a limpeza de ambientes e abrindo vagas para novas apreensões.

SATISFAÇÃO

A instituição adotou a partir deste ano a pesquisa de satisfação junto aos cidadãos. O levantamento foi previsto no planejamento estratégico e tem o objetivo de melhorar os serviços prestados às pessoas que buscam atendimento nas delegacias do Estado. O trabalho está na segunda fase e será permanente.

INFRAESTRUTURA

Em 2020 a Polícia Civil já recebeu 219 novas viaturas. A entrega é parte de um pacote de renovação da frota, que tem o objetivo de combater a violência e agilizar os serviços administrativos.

Outras sete unidades ainda serão entregues este ano. Entre os modelos adquiridos estão Citröen C4, Renault Duster e Chevrolet Cruze.

Em abril passou a operar um avião Beecheraft Baron B58. A aeronave se somou à frota de três helicópteros. Em setembro, ainda foi inaugurada uma nova base aérea em São Miguel do Iguaçu, na região Oeste do Estado. A estrutura permitirá intensificar o combate ao contrabando e o tráfico de drogas nas fronteiras com o Paraguai e a Argentina.

CONCURSOS

Foi aberto também concurso público para contratação de 400 novos servidores, sendo 300 para o cargo de investigador, 50 para delegado de polícia e 50 para papiloscopista.

Além disso, 200 escrivães já aprovados em concurso estão aptos a serem nomeados para complementar o quadro de servidores da PCPR. Isso criará melhores condições para o trabalho de polícia judiciária.

SAÚDE MENTAL

O investimento em recursos humanos se estende àqueles que já estão no quadro efetivo da organização. Em setembro, a Secretaria da Segurança Pública abriu processo seletivo simplificado para contratação de 85 profissionais de saúde mental.
Serão 57 psicólogos, 15 médicos psiquiatras ou especialistas em saúde mental e 13 assistentes sociais, que estarão disponíveis para atender os servidores da segurança pública.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)