Escrito em por

governo01

 

Em 8 meses foram abertas 49.700 vagas com carteira assinada. De acordo com dados do Caged, divulgados na quarta-feira, dia 25, Paraná se consolida como um dos principais empregadores do País

O Paraná teve um saldo positivo de 8.726 novas vagas formais de trabalho em agosto, chegando à marca de 49.704 empregos no acumulado do ano. Os números consolidam o Estado como um dos principais polos empregadores do País em 2019, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na quarta-feira, dia 25.

As informações liberadas pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia mostram que o Paraná liderou a criação de postos no Sul do País em agosto, ficando à frente de Santa Catarina (6.529) e Rio Grande do Sul, que fechou 1.988 vagas.

O resultado de agosto é o terceiro melhor do ano, superado apenas pelos desempenhos alcançados em fevereiro (18.254) e abril (10.653). Os setores que mais empregaram no mês foram serviços (4.146 novos postos), comércio (2.978), indústria (1.682) e construção civil (620). Na agropecuária e serviço público houve redução.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou que a administração estadual está reforçando as ações para ampliar as oportunidades de emprego no Paraná. Ele destaca o trabalho de atração de novos investimentos industriais e medidas para descomplicar a vida de quem quer empreender. “Emprego é uma das prioridades da nossa gestão”, afirmou.

CAMINHO CERTO

Secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost ressaltou as iniciativas de qualificação da mão-de-obra por meio das Agências do Trabalhador. “É um resultado extraordinário do Governo Ratinho Junior, mostrando que estamos no caminho certo. O governador tem se esforçado para trazer mais investimentos e facilitar a abertura de novas empresas”, disse.

“A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho estamos mergulhados em uma ação proativa para intermediar mão-de-obra para as empresas, qualificando cada vez mais os trabalhadores paranaenses”, completou Leprevost.

INDÚSTRIA E COMÉRCIO

A economista Suelen Glinsk, do Departamento do Trabalho da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, destaca a retomada da criação de empregos por parte da indústria, com 1.682 vagas, como um dos grandes fatores para se comemorar em agosto.

Ela acrescentou ainda o bom momento do comércio varejista, que começa a se aquecer para as festas de fim de ano. “Só o comércio varejista criou 2.400 vagas, reforçando a diversidade da economia do Estado. E não são números sazonais, a tendência é que continuem crescendo até dezembro”, afirmou.

CIDADES

O mês de agosto manteve Curitiba no topo do ranking estadual na geração de empregos. A capital abriu 2.038 vagas, seguida por São José dos Pinhais (712), Pinhais (566), Araucária (393), todos municípios na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), Londrina (333), Pato Branco (330) e Ponta Grossa (300).

EMPRESAS

Os dados de emprego reforçam os índices alcançados pela Junta Comercial do Paraná (Jucepar). O Estado registrou a abertura de 129.728 novas empresas nos primeiros oito meses de 2019. O número é 6% maior do que o mesmo período do ano passado (121.834).

Os dois últimos meses marcam, inclusive, o melhor período do ano até o momento, com a abertura de 36.863 novos negócios. Foram 19.120 em julho (26% superior ao mesmo mês no ano passado) e 17.743 em agosto (1% maior do que em 2018). Sociedades empresárias limitadas, empresas individuais e Eirelis (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) puxaram a fila das inscrições.

DADOS NACIONAIS

Pelo quinto mês seguido, o Brasil teve saldo positivo no emprego formal. Em agosto, a expansão foi de 121.387 vagas, decorrente de 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos. O resultado equivale à variação de 0,31% em relação ao mês anterior. Foi o melhor agosto, segundo o Caged, desde 2013.

No acumulado de 2019 foram criados 593.467 novos postos, com variação positiva de 1,55%. Nos últimos 12 meses foram criados 530.396 empregos (+1,38%).

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)