Escrito em por

curitiba02

 

O Ônibus Lilás irá levar gratuitamente às unidades de saúde da capital a campanha Vire a Página, com informações sobre violência doméstica, exames de saúde e orientação à empregabilidade para mulheres. A ação começou na quinta-feira (9/5) na Unidade de Saúde Waldemar Monastier, no Boqueirão, e será ampliada às outras nove regionais, sempre no período das 9h às 15h.

No ônibus, as mulheres recebem atendimento social e também é feito o acolhimento de denúncias e dadas orientações sobre os direitos contidos na Lei Maria da Penha.

Vítima de violência, a dona de casa Sandra Mara Santos Ramos já conhecia os serviços prestados na Casa da Mulher Brasileira, onde foi atendida no ano passado. “Agora, eu procurei o atendimento no ônibus para fazer os testes de HIV e sífilis. Foi rápido”, disse Sandra.

O resultado do exame fica pronto em cerca de 20 minutos e é revelado por um psicólogo que também dá orientações sobre cuidados com infecções sexualmente transmissíveis.

Emprego

O gerente da central de vagas do Sistema Nacional de Emprego (Sine), Luiz Carlos Costa, conta que as principais dúvidas foram sobre habilitação do seguro desemprego, a respeito dos documentos necessários para a realização da carteira de trabalho e com relação ao acesso a vagas disponíveis.

Jéssica Chaves, de 26 anos, está desempregada e foi orientada a fazer a carteira de trabalho. “Depois disso, vou até o Sine para procurar vaga na área de vendas”, contou.

Elenice Malzoni, assessora de Direitos Humanos e Políticas para Mulher da Prefeitura, explica que a ideia é levar o serviço até onde às mulheres mais vulneráveis estão. Por isso, a programação tem as unidades de saúde como endereços.

“É uma parceria entre a Assessoria de Políticas para Mulher da Prefeitura, a Fundação de Ação Social (FAS) e a Secretaria Municipal de Saúde em prol da mulher, da sua saúde, autonomia financeira e bem-estar”, afirma Elenice.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)