Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Marcinho ressalta vocação de Pinhais para atração de investimentos, a exemplo de nova loja do Max Atacadista

vereador marcinho

O Presidente da Casa, Vereador Marcinho (PDT), assinalou a vocação de Pinhais de polo atrator de investimentos comerciais e industriais. Um exemplo recente é o investimento que o Grupo Muffato tem feito no município, com a inauguração, dentro em breve, de uma loja do Max Atacadista, com a geração de 250 vagas de emprego.

A loja deverá receber um investimento de R$ 40 milhões e gerar ao todo 400 empregos diretos e indiretos. “A vocação de Pinhais para a atração de investimentos continua forte. Um sinal de que a gestão do município gera credibilidade perante o empresariado, que se sente seguro para investir numa cidade atenta a sua infraestrutura logística e à qualidade de vida de seus habitantes. Parabéns ao Grupo Muffato por escolher nosso município para ampliar seus negócios e parabéns à gestão por demonstrar que é capaz de manter a vocação da cidade para atrair investimentos desse porte, de um grupo já consolidado no mercado. Esse novo investimento trará mais renda, empregos e arrecadação ao município, contribuindo para o desenvolvimento da cidade”, elogiou.

Contratações previstas para setembro

As contratações serão praticamente imediatas, previstas para setembro. Para a maioria das funções não é necessária experiência, pois os colaboradores vão passar por treinamentos na Uniffato – Universidade Corporativa do Grupo Muffato. No entanto, é desejável que os candidatos tenham pelo menos o ensino médio e idade mínima de 18 anos. Quem tiver interesse em concorrer à função de operador de empilhadeira precisa ter o curso de habilitação para operar a máquina.

Há vagas para cargos de liderança, como encarregados e líderes de setor, operador de caixa, repositor, agente de prevenção, zelador, açougueiro, televendas, ajudante de armazenamento, operador de empilhadeira, auxiliar de estacionamento e balconista.

Os interessados em participar do processo seletivo devem comparecer à Agência do Trabalhador (Rua Dezenove de Novembro, 175, no Centro de Pinhais), das 8h às 16h30, munidos de carteira de trabalho, CPF, RG e currículo para atualização de cadastro e agendamento das entrevistas de emprego junto à área de Recursos Humanos do Grupo.

A empresa oferece vagas também para a terceira idade. A prioridade de contratação é para pessoas que residam em bairros próximos à localização do empreendimento.

O novo Max Atacadista será na Avenida Ayrton Senna da Silva, próximo ao Autódromo, e terá 12 mil m2 de área construída, com estacionamento gratuito com 300 vagas, além de praça de alimentação com 84 lugares e cinco lojas de serviços.

 

Carlinhos do Eliza salienta importância do projeto ‘Recicla Mais’

carlinhos

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) salientou na tribuna a audiência pública realizado na segunda-feira (24/06) na Câmara Municipal de Curitiba, evento de iniciativa do Deputado Federal Luizão Goulart (PRB). A audiência pública foi realizada para debater o projeto de lei Recicla Mais, de autoria do Deputado Federal Carlos Gomes (PRB-RS), que tem como relator o Deputado Federal Luizão Goulart. “Participaram da audiência mais de 200 pessoas, entre a Vice-Prefeita Rosa Maria, o Secretário de Meio Ambiente de Curitiba e a Secretária de Meio Ambiente de Pinhais, a Rosana, técnicos ambientais, prefeitos da Região Metropolitana e outros. Foi uma audiência muito importante para tratar da reciclagem do lixo em Curitiba e Região.

A ideia foi debater com a sociedade previamente para depois colocar o projeto em ação. O objetivo do projeto de lei do Deputado Carlos Gomes é incentivar a reciclagem do lixo. Aqui, na Grande Curitiba, por exemplo, enterramos a maior parte do lixo, o que gera um custo muito alto ao poder público. Somente 3% do lixo é reciclado, o restante é jogado em aterros ou lixões”, pontuou.

Estimular a separação do lixo

O vereador acrescentou que o desafio do projeto de Lei ‘Recicla Mais’ é estimular a separação do lixo orgânico do lixo reciclável pela população. “O desafio é incentivar as pessoas a terem em suas residências e escritórios dois cestos de lixo, um para o orgânico e outro para o reciclável. Incentivar a separação do lixo, enfim. A maioria das pessoas ainda não separa o lixo.

E isso gera um custo muito alto ao poder público para gerir todo esse lixo que vai para os aterros sanitários. E, também, um custo imenso à natureza, pela poluição do meio ambiente. O projeto de lei visa alcançar a meta, em breve, de ampliar a reciclagem para 10%, o que deverá movimentar R$ 40 bilhões no setor. O Deputado Luizão, como relator, quer ampliar o debate, colocando a sociedade para participar e dar sugestões, inclusive, Uma Frente Parlamentar no Congresso Nacional foi criada para isso”, comentou.

Valorização dos recicladores

Outro ponto a destacar, segundo Carlinhos, é o benefício que a ampliação da reciclagem do lixo levará aos recicladores, valorizando a profissão. “Fica uma grande reflexão: tração animal é proibido para os carrinheiros, mas, tração humana pode? Em pauta, também está a valorização da profissão de recicladores”, observou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)