Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Presidente Marcinho exalta parceria da Casa com Prefeitura na aprovação de projetos fundamentais

vereador marcinho

O Presidente da Casa, Vereador Marcinho (PDT), destacou a importância da série de projetos de lei aprovados em plenário durante a sessão da terça-feira (13/08). “Hoje, votamos e comentamos muitos projetos importantes, todos eles, de real interesse da comunidade, que trazem benfeitorias à população e à cidade. Voltamos do recesso parlamentar de quinze dias com muito trabalho e, vale ressaltar, que antes de virem ao plenário, forma apreciados e debatidos nas comissões internas da Casa. São projetos encaminhados pela Prefeitura que atendem às demandas da população, tendo por objetivo cumprir a função primordial do poder público, que é oferecer serviços de qualidade, contemplando habitação, infraestrutura e outros”, pontuou.

Quem ganha é a população

Marcinho ainda destacou que enquanto fiscalizadores e legisladores, os vereadores têm essa prerrogativa de estar atentos a todos os projetos de lei que a Prefeitura encaminha à Casa. “Nosso compromisso é trabalhar a favor do desenvolvimento da cidade e de uma vida melhor a seus habitantes. Isso é parceria com o Poder Executivo: nunca travamos nenhuma pauta que se revelasse benéfica ao povo, pelo contrário, sempre oferecemos um apoio responsável à Prefeitura”, exaltou.

Recursos do Governo do Estado ao município

Outro exemplo de parceria que tem como objetivo o desenvolvimento da cidade é a com o Governo do Estado. Marcinho lembrou que a gestão estadual tem destinado recursos que garantem o avanço da cidade. “A Prefeita Marli busca governar por parcerias, pois sabe que um grande município se constrói quando se mobiliza forças e recursos de outras esferas de poder, também. Por isso, está sempre em contato com o Governo do Estado para garantir recursos à nossa cidade”, valorizou o Presidente do Legislativo Municipal.

 

Binga salienta necessidade de ampliação da arrecadação para mais investimentos

vereador binga

O Vereador Binga (CIDADANIA) salientou os avanços e desafios do município de Pinhais, lembrando da necessidade de ampliação dos investimentos e da capacidade de arrecadação para tal fim. “Historicamente, desde 2000, Pinhais tem se desenvolvido muito. Não há como apagar o que foi feito por cada prefeito. É uma cidade vencedora. Mas, ainda há muitos desafios. Temos de fazer muito, ainda, como melhorar a malha viária, construir mais escolas, mais vagas nas creches, mais áreas esportivas, mais postos de saúde. Porém, os impostos são os mesmos, a arrecadação não cresce na mesma proporção que as demandas. E já contamos com uma carga tributária gigantesca no país. Todo mundo sabe que em Pinhais diversos barracões foram fechados, por conta das dificuldades de se manter um negócio próprio com essa alta carga tributária vigente. Um problema que já vem de anos, não é desse governo federal. É normal haver críticas aos políticos. As eleições estão se aproximando, serão dezessete vereadores eleitos ou reeleitos. Achar que dá para fazer melhor do que fazemos é normal. Entretanto, é difícil encontrar candidatos bons para vereador”, analisou.

Importância do parlamento municipal

Binga continuou sua explanação ressaltando que certas críticas sugerem que os vereadores da cidade estão em seus mandatos sem fazer nada pela população. “A quem pensa que não fazemos nada, é preciso lembrar que o Poder Legislativo tem enorme importância, pois somos nós, vereadores, quem aprovamos ou não tudo o que a Prefeitura faz. Sem autorização do parlamento, a prefeita não faz nada. Em todos os meus mandatos, raramente vi vereadores votando contra bons projetos da Prefeitura. A maior parte sempre foi favorável aos projetos direcionados ao crescimento da cidade. Por isso, Pinhais vai muito bem, porque contou, sempre, com vereadores que trabalham em conjunto com o Executivo pela cidade”, pontuou.

Gestão financeira do município

Binga ainda destacou que a democracia permite que o povo escolha quem considera os melhores candidatos. “Quem critica nosso trabalho, pode tentar se candidatar e vencer as eleições municipais no ano que vem. A democracia é aberta para todos. O povo vai decidir quem são os melhores. Valorizo, sim, o trabalho dos vereadores. Assim, como destaco os Conselheiros Tutelares, por exemplo, que precisam ser mais valorizados. Precisamos de mais um Conselho Tutelar, o que seria o ideal. São só cinco conselheiros. Precisamos de, pelo menos, dez conselheiros tutelares. É mais dinheiro que precisaremos, futuramente, para bem pagar os conselheiros e criar mais um conselho. Como pagar? Essa é a questão. Se houver dois conselhos tutelares, de repente, deparamos com a necessidade de deixar de investir em professores, por falta de recursos suficientes. É complicada essa equação das finanças. É preciso avaliar muito bem antes de qualquer decisão. Parabéns à Prefeita Marli, que vem fazendo das tripas coração para administrar nossa cidade. Parabéns ao Luizão, todos trabalhamos em função do coletivo. Não vejo nenhuma autoridade pública trabalhando contra a cidade”, concluiu.

 

Inauguração da UPA de Piraquara deverá trazer benefícios a Pinhais, afirma Carlinhos do Eliza

carlinhos

A tão aguardada inauguração da UPA 24 horas de Piraquara já tem data prevista para acontecer: deverá ocorrer em outubro agora. O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) salienta que a abertura da UPA do município vizinho não representa uma benfeitoria apenas a Piraquara, mas, também, com reflexos em Pinhais. “A expectativa é de que haverá uma diminuição entre 30 a 40% nos atendimentos na UPA de Pinhais com a inauguração. Como é de conhecimento de todos, a UPA 24 horas de Pinhais atende os munícipes de Piraquara, que não conta com nenhuma UPA, ainda; além de Curitiba, Colombo e outros municípios vizinhos. Com a abertura da UPA de Piraquara, consequentemente, o movimento aqui na nossa UPA deverá diminuir de forma expressiva, reduzindo as filas, o tempo de espera, enfim, refletindo-se em mais qualidade no atendimento”, comentou.

Todos ganham

Ainda, segundo Carlinhos, trata-se de uma inauguração muito aguardada por todos, pois, os desafios na área de saúde são uma questão que se reflete em todos os municípios próximos. “Quando uma obra em município vizinho é inaugurada, naturalmente, beneficia a todos, em especial, na área de saúde, onde é comum municípios atenderem pacientes de localidades próximas”, informou o vereador.

 

Tavinho valoriza projetos de lei aprovados em plenário

vereador tavinho

O Vereador Tavinho (PT) valorizou os projetos de lei aprovados em plenário na sessão da terça-feira (13/08), ressaltando que todos representam benfeitorias e mais recursos destinados a obras e programas para a população. “Tivemos uma sessão em plenário bastante produtiva, com projetos de grande importância para a comunidade que foram aprovados. Estamos tentando facilitar, também, as ligações dos serviços de água e luz para os moradores, diminuindo a burocracia. Tempos atrás, chegavam a nós muitas reclamações da população, mas, o povo esbarrava na legislação muito burocratizada. Hoje, podemos regulamentar. Também votamos projetos para ligação das galerias de águas pluviais, visando substituir as valetas a céu aberto”, valorizou.

 

Airton Silva ressalta que se a gestão vai bem, também é mérito do Legislativo

vereador airton

O Vereador Airton Silva (PSC) também destacou a expressiva quantidade e qualidade dos projetos de lei aprovados em plenário durante a sessão da Casa. “Aprovamos muitos projetos importantes, hoje, vários deles encaminhados pelo Poder Executivo e outros de autoria de vereadores. É preciso valorizar o Poder Executivo por esses projetos, mas, também, o Legislativo, pois somos nós quem os aprovamos, permitindo, assim, que a Prefeitura possa executá-los. Esses projetos foram analisados, debatidos por nós antes de chegarem ao plenário, e houve projetos oriundos de sugestões dos vereadores ao Executivo, por meio de Projeto de Indicação ao Poder Executivo”, salientou.

Parceria entre poderes

O parlamentar complementou que se o município vai bem é porque há uma boa parceria entre os poderes e instituições, a exemplo dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e a Guarda Municipal, a Polícia Militar e a Polícia Civil. “Pinhais é o menor município do estado em extensão. Isso ajuda muito a fiscalizarmos, estarmos sempre circulando pela cidade e verificando o que está sendo feito e o que precisa ser feito. Recebemos elogios e críticas. Mas, se as coisas estão sendo feitas na cidade é porque o Poder Legislativo tem aprovado os projetos da Prefeitura. Muitas vezes, isso não acontece a nível estadual e federal porque não há parceria com os respectivos poderes legislativos, prejudicando o Poder Executivo. Nós, aqui, sempre procuramos ser parceiros do Executivo. Há municípios da região Amazônica, por exemplo, que recebem royalties da Amazônia, mas o município gasta esse dinheiro com eventos, ao invés de obras necessárias à população. Aqui, cortamos shows para investir melhor. Isso é dinheiro bem aplicado, e um bom Executivo e um bom Legislativo trabalhando em parceria, os dois bem alinhados e com os mesmos objetivos”, explanou.

Eleições municipais 2020

Airton comentou algumas críticas enfáticas quanto à necessidade de se trocar todos os vereadores nas próximas eleições, não reelegendo ninguém. “Estamos numa democracia e o eleitor é quem decide. Mas, por que não cobrar também dos deputados? Vereador realmente é o parachoque da população. Muita coisa que não vai bem é de responsabilidade dos deputados. Cobra-se muito dos vereadores, apenas. Quando a saúde não vai bem, é culpa do município, e cobra-se dos vereadores. Porém, a responsabilidade do município é só em relação à saúde de baixa complexidade. O restante depende de verbas estaduais e federais. Cobram segurança pública do município, mas essa área é de responsabilidade do Governo do Estado”, observou.

Mais autonomia municipal

O vereador defendeu a criação de um imposto que permaneça no município, a fim de dar mais autonomia municipal. “Há impostos estaduais que vão para a União e que, somente depois, voltam ao estado. Sou a favor de que estes impostos permaneçam no estado. Entre os impostos municipais, estão o IPTU, o ISS e o ITBI, somente. Dependemos de verbas estaduais e da União para muitas coisas. Enfim, é preciso entender quais as competências dos municípios e de onde vêm as verbas para bem criticar e cobrar”, colocou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)