Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Eleger representantes de Pinhais no parlamento fará uma enorme diferença ao desenvolvimento municipal, lembra Marcinho

vereador marcinho

O Presidente da Casa, Vereador Marcinho (PDT), em conversa com a equipe do jornal A Gazeta Cidade de Pinhais, comentou sobre a proximidade da campanha eleitoral, atentando para a necessidade do eleitorado definir seus votos com muita responsabilidade. “Passada a Copa do Mundo, as atenções se voltam para a política, a cada dia com mais força, à medida em que se intensifica a campanha eleitoral, que começa oficialmente no dia 16 de agosto. No dia 7 de outubro, será o dia das eleições, quando o eleitor irá escolher seus representantes na Presidência da República, Congresso Nacional e Assembleia Legislativa. Lembro que é muito importante o eleitor estar atento à escolha de seus representantes no parlamento. É nas casas legislativas que se autoriza ou não as decisões e ações do Poder Executivo. Por isso, é fundamental que o povo eleja representantes de confiança, realmente comprometidos com os interesses da população e das localidades as quais representam”, disse.

Marcinho lembrou ainda sobre a importância de Pinhais eleger representantes na Assembleia e na Câmara dos Deputados. “Para nós, de Pinhais, o foco deve ser eleger um representante na Assembleia, e outro na Câmara dos Deputados, que seja aqui do município, pois, assim, teremos um compromisso maior de trabalho por Pinhais. O país atravessa uma crise econômica e política em que faltam recursos aos municípios, com dificuldades de ampliação da arrecadação. Uma fase, enfim, em que a busca de recursos estaduais e federais deve ser uma das metas do poder público. Contar com um representante na Assembleia Legislativa, e outro no Congresso Nacional, que esteja realmente comprometido em trazer emendas parlamentares e intermediar com o Poder Executivo – estadual e federal, respectivamente -fará uma enorme diferença ao desenvolvimento de Pinhais, a fim de que a cidade continue neste crescimento pujante”, pontuou.

 

Carlinhos do Eliza alerta população sobre fraudes em compras indevidas

carlinhos

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) pede que a população fique atenta às possíveis fraudes e golpes realizados por estelionatários, que usam os dados de terceiros, sem o consentimento dos mesmos, para realizarem compras indevidas. O parlamentar relatou um caso que ocorreu com ele próprio, quando criminosos tentaram realizar diversas compras, em sequência, usando seu nome e CPF. “No dia 30 de junho, recebi uma ligação da empresa FININVEST. Nesta ligação, eles me questionaram se eu estava contratando um crédito de R$ 15mil no Rio Grande do Sul, e eu disse que não. No dia 07 de julho, recebi outra ligação em que me perguntavam se eu estava realizando uma compra de um carro no valor de R$ 20mil em meu nome, também disse que não estava. Já no dia 08 de julho, recebi mais uma ligação sobre uma compra de R$ 40mil em móveis, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul”, comentou.

Carlinhos disse que ainda que, logo após o ocorrido, pegou os dados de todas as empresas onde tentaram efetuar compras sem o seu consentimento e realizou um boletim de ocorrência. “Fui na Delegacia de Pinhais fazer o B.O. e falei com a Delegada Adjunta Ellen Victer. Vale ressaltar que fui muito bem atendido pela Dra. Após realizar o B.O. levei a documentação em todos os órgãos responsáveis e, a partir de agora, fica muito mais difícil realizar compras em meu nome. Deixo aqui o meu alerta a todos. É importante que estejamos sempre atentos às possíveis fraudes”, finalizou.

 

Tavinho defende que proposição sobre funcionalismo foi amplamente explanada pelo Poder Executivo

vereador tavinho

O Vereador Tavinho (PT) comentou na tribuna sobre o projeto do Poder Executivo que regulamenta o funcionalismo público no município. “Todos os projetos devem ser amplamente debatidos. Tivemos uma reunião com o Secretário de Governo Ricardo Pinheiro e nos foi explanado muito detalhadamente sobre esta proposição do Poder Executivo. Todo vereador em dúvida deve se manifestar quanto a qualquer projeto. Todos devem votar conscientes do que estão votando. Porém, se houve dúvidas a alguém, ou foi porque não entenderam o que foi muito bem explicado na reunião ou porque não participaram da reunião”, considerou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)