Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Presidente da Câmara de Pinhais, Marcinho parabeniza formandos do Programa Municipal de Aprendizagem

vereador marcinho

Presidente do Poder Legislativo municipal de Pinhais, vereador Marcinho (PSD) parabenizou os alunos que obtiveram a certificação de conclusão de curso no Programa Municipal de Aprendizagem. Os certificados foram entregues na quinta-feira (03/09) a dezessete alunos, no auditório da Fundação Weiss Scarpa. “Meus parabéns a todos os formandos. Que tenham um futuro de muito sucesso e aprendizados. Parabenizo, ainda, a gestão municipal por implantar esse programa, que levou o município a se destacar como referência no Paraná, sendo pioneiro na implementação de lei própria para contratação de jovens aprendizes no âmbito da administração pública municipal. A lei foi proposta por nossa vice-prefeita Rosa Maria, quando era vereadora.

Nossa Pinhais está sempre avançando e sendo referência em educação, por levar oportunidades de capacitação profissional aos jovens. Uma cidade que investe em educação demonstra que se preocupa com o futuro das novas gerações”, reconhece Marcinho.

Programa municipal para jovens

O programa desenvolve um trabalho com jovens entre 14 e 24 anos. Durante dois anos, eles se preparam para o mercado de trabalho e devem, obrigatoriamente, continuar ou concluir seus estudos. Esta é uma grande iniciativa que dá oportunidade aos nossos jovens de crescerem pessoal e profissionalmente.

CERTIFICAÇÃO

Por conta da pandemia, os formandos receberam sua certificação com horário marcado, no auditório da Fundação Weiss Scarpa. No total, foram 17 alunos que concluíram o curso e atuaram em diferentes setores da Prefeitura de Pinhais.

 

Vereador Binga afirma que quem atira pedras na gestão não tem feito nada pelo município

vereador binga

O vereador Binga (CIDADANIA) anunciou na tribuna a convenção municipal do partido Cidadania para definir as candidaturas e apoios nas eleições municipais de novembro próximo, evento que será realizado na sede da sigla, à Rua Rio Negro, 735, no dia 10 de setembro. “Na quinta-feira da semana que vem, teremos a nossa convenção para homologar as candidaturas no município”, anunciou.

Ao comentar sobre críticas à gestão municipal, o vereador disse que críticas são normais, fazem parte da democracia. “Mas destaco que teremos sete partidos na coligação em apoio à reeleição da prefeita Marli Paulino. Será uma enorme mobilização, onde gastaremos saliva e teremos muito trabalho para mostrar. Aqueles que, sequer, gastam saliva para defender o que é bem feito no município são covardes. Creio que dá para reclamar muito pouco da atual gestão, visto que temos muitas obras de asfalto, calçadas, reformas de postos de saúde, novas vagas nas escolas, além do bosque e Parque das Águas. Falta mais? Claro que falta. O povo de Pinhais é íntegro e cobra bastante. A gente ouve os questionamentos nas reuniões com a comunidade. Dia desses, a prefeita estava me falando da importância da parceria com o Governador Ratinho Júnior, dessa harmonia entre as esferas de poder. Vejam o que a gente já ganhou a partir das parcerias com a esfera estadual, desde o governo Beto Richa. Aliás, desde a gestão do saudoso Luiz Cassiano, muitas obras têm sido feitas, desde a limpeza dos rios, a usina de asfalto, cemitério. Pinhais está avançando faz tempo. Não podemos esquecer que a gestão precisa da parte administrativa e também da articulação política. Temos secretários que trabalham muito. A gestão das obras, por exemplo, é brilhante. Todo dia, temos obras e muito trabalho. Não sou um vereador fácil de lidar, cobro muito dos secretários. Mas posso dizer que eles trabalham bem”, elogiou.

Binga ainda acrescentou que quem não tem trabalhado pelo município, só tem atirado pedras. “Dizer que não fizemos nada, é fácil. Mas, tem gente que só atira pedras, mas não tem feito nada pelo município. Já fiz emenda para trazer UTI para Pinhais, aliás. Mas, não é fácil. A parceria com o governador Ratinho, acredito que poderá viabilizar a UTI. Não tenho dúvidas de que futuramente vai melhorar. Assim como o Beto Richa trouxe obras para cá, com o Ratinho não será diferente”, enfatizou.

Mentiras e meias-verdades

Sobre o velódromo, o vereador reiterou que, há 60 dias, fez uma visita à obra com o Secretário de Governo Ricardo Pinheiro e verificou a qualidade do projeto. “Mas, naquele dia, já tinha gente criticando a obra. Falei a essa pessoa que ela tinha de entrar e conhecer a obra. Falar mentiras, meias-verdades, é fácil. Não creio que o povo de Pinhais, inteligente, vai mudar de opinião por causa de mentiras e meias-verdades”, avaliou.

Por fim, Binga pontuou que a chapa em apoio à reeleição da Prefeita vai resultar em quinze vereadores. “No mínimo, vai dar em uns quinze vereadores eleitos. Estamos fazendo uma mobilização gigantesca e nossa cidade continuará avançando no desenvolvimento”, finalizou.

 

Airton Silva desafia críticos do Velódromo a um debate com quem fala com propriedade

vereador airton

O vereador Airton Silva (PSC) também comentou em seu discurso, no Grande Expediente, sobre as obras no município, enfatizando que, juntamente com os vereadores Tavinho, Jane Carteira, Cecília Padovan, Binga, Marcinho e o ex-vereador Zezinho – presente à sessão – pode falar com propriedade sobre a obra do velódromo. “Quem quiser debater sobre essa obra, que o faça comigo, pois posso falar com propriedade. Tenho acompanhado tudo desde o início. No mandato passado, em 2013, votamos a favor da vinda do velódromo do Rio de Janeiro para cá. Aliás, acompanhamos e aprovamos várias obras que costumavam vir com recursos do Governo Federal, naquela época. Quem critica o velódromo, desconhece como ele é. Quem questiona o porquê da demora para sair a obra, ignora que houve uma série de entraves que nada têm a ver com a prefeitura. É importante, ainda, enfatizar que não se trata de um mero velódromo, de uma pista de ciclismo. Será um complexo poliesportivo, pois, no meio da pista haverá uma quadra poliesportiva para diversas modalidades, a exemplo de futebol de salão e vôlei. Será uma quadra oficial. Também, contará com salas de ginástica, e a sede da Secretaria do Esporte, Cultura e Lazer será transferida para lá. O campo ao lado será reformado, ganhando arquibancadas. Verifiquem o projeto antes de criticá-lo. Depois de pronto, o local será um centro poliesportivo único. Antes, só havia algo assim no Rio de Janeiro. Questionaram por que o Rio não quis mais. Porque, lá, foi montada outra quadra oficial com vinte metros a menos, menor que o tamanho oficial, então, não teria utilidade deixar o velódromo”, explanou o parlamentar.

Embargos dos Tribunais de Conta do Estado e da União

Airton Silva acrescentou que acompanhou todos os entraves e embargos dos tribunais de conta que levaram ao atraso do início da obra. “Acompanhamos todo o processo de licitação à época. Houve vereadores que votaram contra, no mandato passado, e que foram acompanhar. Eu, também, acompanhei tudo. Eram R$ 25 milhões enviados pelo Governo Federal, uma verba carimbada do Ministério do Esporte. Verba carimbada significa que não pode ser transferida para outra área. Foram gastos quase R$ 2 milhões e sobraram cerca de R$ 22 milhões e pouco. O Tribunal de Contas do Estado, primeiramente, embargou a obra por um mal entendido no processo de licitação, que não era o usual previsto na Lei de Licitações. Mas, sim, o RDC – Regime Diferenciado de Contratação, um processo mais simples em que se envia um pacote do projeto para a empresa licitada, no lugar de se licitar a obra e o projeto em partes, como prevê a Lei de Licitações. Então, o Tribunal de Contas do Estado travou o processo. Anos depois, veio o Tribunal de Contas da União e também embargou a obra. Questionaram o porquê do município não ter feito a obra, ainda. Mas, quando o Executivo começou a elaborar o projeto, o dinheiro para a obra ia sendo liberado pela Caixa Econômica, gradualmente, à medida em que o projeto avançava. Vale ressaltar que a Prefeitura teve de enviar relatório de dois em dois meses ao Ministério Público, que acompanhou todo o processo. O município tem de seguir todas as etapas previstas em lei para não gerar improbidade administrativa. Enfim, foram esses embargos, entraves, que atrasaram a obra. Antes de criticar, procurem verificar tudo o que aconteceu e conhecer o projeto”, justificou.

Fomento ao turismo

A região do velódromo está perto de diversos equipamentos públicos importantes, a exemplo do CAIC Maria Antonieta, Colégio Leocádia, Centro da Juventude, de um campo de futebol e de mais uma quadra de tênis. “A região será enormemente valorizada com o Complexo Poliesportivo. Pinhais terá esse diferencial numa região que será valorizada, inclusive, ao turismo. Eventos e competições atrairão turistas. Possivelmente, pousadas, hotéis, poderão ser construídos aqui para abrigar o público que virá de fora para acompanhar os eventos e competições. Será um ganho imenso ao município, inclusive em arrecadação. Com mais arrecadação, mais obras, mais serviços à comunidade, mais desenvolvimento à cidade”, valorizou Airton.

 

Carlinhos do Eliza anuncia convenção do PSB que homologa apoio à reeleição da prefeita Marli Paulino 

carlinhos

O vereador Carlinhos do Eliza (PSB) convidou a comunidade para participar da convenção municipal de seu partido, o PSB, no dia 11 de setembro, em encontro a ser realizado no ‘Casarão’ restaurante. “Nossa convenção, que irá definir os candidatos e apoios para as próximas eleições municipais, já está marcada para o dia 11 próximo. Estão todos convidados ao evento. Já publicamos os editais em jornal, conforme determina a legislação. Enfim, os candidatos e apoios serão oficializados neste encontro. Mas, já adiantamos que nosso apoio será à reeleição da prefeita Marli Paulino”, declarou.

Calçadas: prevenção em saúde pública

Carlinhos ressaltou ainda que obras de calçadas, bem como a do Velódromo, que, na verdade, será um complexo poliesportivo, também representam investimentos em saúde, ao contrário do que dizem os críticos. “Talvez, quem não utilize calçadas, transitando apenas em veículos, não perceba o valor das calçadas. Quem fala mal de calçadas, acha que são inúteis, é porque não anda a pé pela cidade. Calçadas trazem segurança, conforto e qualidade de vida. O Jardim Cláudia, na Rua Crescêncio Batista, ali do Eliza até o Atuba, está recebendo calçadas, o que tem deixado a comunidade satisfeita. Pois, trata-se de uma região de bastante movimento de veículos e pedestres, com ônibus, escolas e comércio. Quem anda a pé, sabe da utilidade das calçadas. Outra calçada que tem sido muito útil é ali perto da agência do banco Itaú, descendo para a Prefeitura, onde temos o hospital, a UPA, uma escola e ainda um pedido de implantação de uma linha de ônibus, meu requerimento, para fazer a ligação do terminal à UPA. Quem anda a pé por ali sabe o quanto é necessária uma calçada na Rua Wanda dos Santos Mallmann”, defendeu.

Complexo Poliesportivo (Velódromo)

Sobre o Complexo Poliesportivo do Velódromo, Carlinhos declarou que, em visita à obra, pôde conferir de perto sua importância, que deverá se revelar de grande valia e utilidade à comunidade. “Inclusive, estuda-se a possibilidade dos alunos de um colégio próximo poderem utilizar o espaço do ginásio para a prática de esportes. O complexo poliesportivo proporcionará muita qualidade de vida a quem mora em Pinhais, sabe do valor dessa obra, o quanto é importante poder contar com um espaço público dessa qualidade para a prática de tantas modalidades esportivas”, valorizou.

Eleições: candidatos que fazem história

As eleições municipais também foram comentadas, tendo o vereador destacado que o município contará com cerca de 200 candidatos a vereador e de cinco a seis candidatos a prefeito. Pediu ao eleitor para bem avaliar e analisar cada candidato, antes de decidir seu voto, priorizando aqueles que realmente trabalham pelo município, que contam com uma história na cidade. “Peço aos eleitores que pensem bem, analisem em profundidade quem tem história na cidade, quem fez e faz algo pelo município e seu povo. Quem fez e faz por Pinhais, não se esconde. Sou vereador e vou trabalhar até o último dia do meu mandato, 31 de dezembro. Se for reeleito, continuarei trabalhando ininterruptamente por mais quatro anos. Nós que estamos na Câmara, fizemos história e ajudaremos a construir uma cidade cada vez melhor. Vivemos, moramos aqui, e sabemos o que cada bairro precisa. Tem que conhecer o município para pedir obras e serviços à prefeitura. Trabalhamos junto com a prefeita e em unidade com outros vereadores, como sempre tem sido feito neste mandato. Por isso, a cidade é hoje referência na Região Metropolitana e no Paraná”, pontuou.

Muitas obras em todos os bairros

Nas Explicações Pessoais, Carlinhos do Eliza enfatizou que vai buscar apoio lá fora, de cabeça erguida, pois tem trabalhado pela cidade há quatro anos. “Não podemos falar mal da gestão. São quatro anos de trabalho e irei buscar apoio lá fora de cabeça erguida. Eu e o vereador Pioco, há quatro anos, fizemos um pacto pela união em favor da cidade. Se fôssemos eleitos, iríamos trabalhar, em conjunto, com foco no Atuba, Alto Tarumã, Jardim Cláudia, Jardim Eliza. Desde que fomos eleitos, essas regiões nunca ganharam tanto. Nosso mandato é por todos os bairros, mas optamos por enfatizar essas regiões. Buscamos parcerias, conversas com a prefeita, e aconteceu. Dois vereadores juntos, sem intrigas, trabalhando a favor da comunidade, sem barganhas com a prefeitura para conseguirmos obras. Conseguimos asfalto na Rua Arthur Nering e na Rua Halino Jacomel; a reforma do CEMEI Perpétuo Socorro, que ganhou um prédio novo, passando da capacidade de 50 crianças para 120; as calçadas nas ruas Helena Bachmann Mullmann e Crescêncio Batista, e estacionamento – indo do Atuba ao Eliza; asfalto e calçadas da Rua Clemente Horikoshi. Na Rua Tisiu, haverá obras de asfalto, também; o estacionamento no posto de saúde do Perdizes; o Bosque; o Parque das Águas; a reforma do campos do Perdizes e do Cláudia e tantas outras obras. Isso demonstra a força dos vereadores. Agradecemos o apoio dos demais vereadores que têm votado junto com a gente. Nós, também, apoiamos seus projetos. É hora de mostrar propostas, o trabalho feito. Fizemos e vamos continuar fazendo mais por Pinhais”, finalizou o vereador.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)