Escrito em por

por Vanessa Martins de Souza

Presidente Marcinho parabeniza Prefeitura por lançamento do projeto Momento Cívico nas escolas

vereador marcinho

O Presidente da Casa, Vereador Marcinho (PDT), parabenizou a Prefeitura pelo início do projeto Momento Cívico nas escolas municipais de Pinhais. O projeto começou na quarta-feira (12) na Escola Municipal Severino Massignan, no bairro Weissópolis, e se trata de, todas as quartas-feiras, todos cantarem os hinos Nacional, do Paraná e de Pinhais. “É maravilhoso resgatar nas futuras gerações o respeito e o amor à pátria. Aqui em Pinhais, valoriza-se o estímulo ao patriotismo entre nossos estudantes, noções de civismo e o conhecimento dos hinos importantes, como o Nacional e do nosso estado e do município. A formação de bons cidadãos requer, também, esse respeito, amor e conhecimento de tudo que representa nossa pátria, nossa terra, nossas origens. É uma iniciativa que mantém nossas tradições e cultura e que, infelizmente, tem se perdido em outras localidades. Mas, nosso município, mais uma vez, dá o exemplo, demonstrando que a educação e formação de bons cidadãos é prioridade”, elogiou.

Mais turmas de escola em tempo integral

O parlamentar também desejou um excelente retorno ao ano letivo, iniciado neste mês de fevereiro. “Aos alunos, educadores e funcionários das escolas, desejo um grande ano letivo, de muito aprendizado, novas experiências e desafios superados juntos. Durante as férias, a gestão investiu em melhorias nas escolas, com mais salas-de-aulas e a implantação de turmas em tempo integral na Escola Severino. É mais um passo no avanço da implantação das escolas em tempo integral em Pinhais, um sonho que vem se realizando com sucesso”, comemorou.

 

Carlinhos do Eliza defende punições mais duras a quem maltrata animais

carlinhos

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) defendeu na tribuna maior punição a autores de maus-tratos contra animais. Ilustrou sua defesa com um triste episódio de maus-tratos ocorrido em Pinhais, no final de dezembro passado. “Lá pelo dia 27 ou 28 de dezembro, recebi uma ligação telefônica em meu gabinete de uma munícipe que pediu ajuda para um cão atropelado à rua onde mora. O cachorro estava agonizando já há três horas. O motorista havia atropelado e fugido sem prestar socorro ao animal. Me dirigi até lá e verifiquei que a coluna vertebral do animal havia sido quebrada. Imediatamente liguei para minha filha, que é engajada na causa animal – aliás, temos dois gatos e dois cachorros em casa recolhidos da rua, também – para ir até lá e me ajudar. Conseguimos com meu amigo Sérgio, do Aviário Espaço Pet, localizado na rua Clemente Itsyo Horikoschi, uma focinheira para o cão e o levamos até uma ONG em Colombo. Infelizmente, foi necessário sacrificá-lo, tendo eu pagado do meu próprio bolso o procedimento. Tudo muito triste e lamentável o que aconteceu. O cão estava com muita dor e não havia mais o que pudesse ser feito”, contou.

Projeto de lei estadual prevê punições mais duras

Por situações como essa e tantas outras, o vereador defendeu uma maior punição a quem maltrata animais. E parabenizou a iniciativa da Assembleia Legislativa do Estado por estar votando uma legislação que garante punições mais severas a responsáveis por maus-tratos a animais. “Deve haver punição mais dura. O caso desse atropelamento em que ajudei a resgatar o cão foi um absurdo. O motorista o atropelou, mas fugiu, deixando o animal agonizando. Também é preciso punir quem tem cão, gato, em casa, mas não cuida direito do animal, deixando faltar comida, água, deixando-o em situações precárias, enfim. Não se pode ter um animal em casa somente para dizer que tem, sem ter a responsabilidade de bem cuidar deles. Os animais também têm suas necessidades vitais. Houve um canil aqui, que, por anos, reproduzia-se os animais e, além disso, estes eram maltratados. A lei deve ir além da cobrança de multa. O cidadão que maltrata animais dever ir preso. Espero por leis mais severas. Esses abusos e maus-tratos têm de acabar. Maltratar um animal é crime”, defendeu.

 

Vereador Binga defende participação feminina na política de, no mínimo, 50%

vereador binga

O Vereador Binga (CIDADANIA) reforçou o discurso do Vereador Airton Silva (PSC) sobre a importância da participação feminina na política. “Acredito que o percentual da cota para mulheres deveria ser até maior, em torno de 50%. Há muito espaço na sociedade para as mulheres e elas já vêm ocupando cada vez mais espaços. É natural que na política, também, elas ampliem sua participação. Espero que futuramente essa participação chegue a, pelo menos, 50%”, defendeu.

Sobre as eleições municipais de 2020, lembrou que há mudanças na legislação que deverão refletir nos resultados nas urnas. “Não haverá mais coligação para as eleições proporcionais. Há muitos partidos dizendo que irão eleger vereador. Porém, creio que será preciso uns 5 mil votos para eleger vereador aqui em Pinhais. Acredito que uns sete partidos, no máximo, conseguirão eleger um vereador aqui”, avaliou.

O vereador elogiou o grande trabalho da Casa pelo município já há alguns anos, lembrando que há ex-vereadores que são pré-candidatos para as eleições desse ano. “Temos ex-vereadores querendo voltar à Casa neste ano. Todos sabem que voltar é difícil. Temos alguns que conseguiram esse feito. Com muito trabalho é possível voltar, mas é uma tarefa árdua”, disse.

Proibição de fogos de artifício sonoros
Outro comentário foi sobre o projeto de lei aprovado na Casa, em primeira discussão, na sessão desta terça-feira (11/02), que proíbe o uso de fogos de artifício sonoros no município. “Nossa cidade é pequena, mas avança em desenvolvimento. Temos uma população de IDH alto, contamos com o Expotrade, um grande espaço de eventos. Claro que somos sensíveis às necessidades dos autistas e dos animais que sofrem com o barulho dos fogos. Mas, sabendo do potencial econômico da cidade, não vejo como proibir. Num país em que se compra uma arma sem preparo para usá-la, quero ver conseguirmos proibir o uso de fogos sonoros. Quando se cria leis para proibir, essa se torna mais uma função para a Polícia Militar, para a Guarda. Os policiais terão de fiscalizar e ir atrás de denúncias contra quem está usando fogos, deixando de atender outras diligências mais urgentes. A tendência é cada vez o poder público se envolver menos na vida da sociedade a partir de proibições. O que é preciso fazer é educar melhor as pessoas. Temos de educar o povo ao invés de somente proibir por meio de legislação”, opinou.

 

Vereador Airton Silva destaca posse da Executiva do PSC Mulher de Pinhais

vereador airton

O Vereador Airton Silva (PSC) destacou em seu discurso, no Grande Expediente, a reunião do PSC de Pinhais realizada na segunda-feira (10/02), quando foi empossada a Executiva Feminina do PSC Mulher. “Foi um encontro muito proveitoso. Temos de incentivar uma maior participação feminina na política e dentro do nosso partido. Não queremos mulheres apenas para preencher uma cota mínima. Queremos que elas participem de verdade. O PSC vem investindo nisso. Na reunião de ontem, tivemos a Presidente do Diretório Estadual do partido e o Henrique, assessor do Deputado Federal Paulo Martins nos dando apoio. Parabenizamos a Presidente do PSC Mulher de Pinhais, a Elaine, uma empresária do município que já investe aqui e quer contribuir mais pela cidade. Precisamos de pessoas boas na política”, destacou.

Pré-candidatos de Pinhais

O parlamentar ainda comentou sobre a presença no encontro dos pré-candidatos do município às eleições de outubro próximo. “Nosso partido está estruturado para eleger de três a quatro vereadores em Pinhais. É um grupo considerável. Estamos trabalhando seriamente para isso”, colocou.

Airton continuou lembrando que, na Casa, o PSC e os demais vereadores têm dado todo apoio à gestão municipal, porém, sempre votando dento da legalidade e em conformidade com o orçamento. “Não votamos de forma irresponsável, de forma a onerar as finanças do município com gastos que ele não pode arcar, para, depois, acarretar cortes de gastos em áreas essenciais, como saúde, educação, segurança pública. O município tem feito sua parte nessas áreas como, na saúde, tendo investido até mais do que determina a Constituição Federal. Ninguém trabalha sozinho e aqui em Pinhais a Prefeitura tem todo apoio do Poder Legislativo”, frisou.

Promessas de campanha irrealistas

Airton ainda alertou para as promessas de campanha irrealistas que possam surgir neste ano de eleições municipais. “Em campanha, não dá para o candidato falar coisas que não são atribuição do vereador. Não dá para prometer coisas que não são prerrogativa do Legislativo Municipal. O povo está mais bem informado. Os candidatos têm de estar mais atualizados para não falarem besteira. O candidato tem de mostrar que vai trabalhar em prol do município. Meus parabéns, enfim, à Executiva do PSC Mulher de Pinhais e aos pré-candidatos e pré-candidatas do partido”, finalizou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)