Escrito em por

WSC_1897

 

Em entrevista ao jornal A Gazeta Cidade de Pinhais, o Presidente da Câmara dos Vereadores de Pinhais, Vereador Marcinho, falou sobre o seu primeiro ano à frente dos trabalhos da Casa. Eleito para o biênio 2017/2018, Marcinho já realizou diversas melhorias na Casa, o que garante aos parlamentares uma estrutura adequada para atender os munícipes de Pinhais.

Na oportunidade, o Vereador Marcinho afirmou ainda que é Pré-candidato a deputado estadual e que conta com o apoio da Prefeita de Pinhais e presidente do PDT de Pinhais, Marli Paulino, assim como dos demais membros da executiva municipal. “Sou sim o pré-candidato a deputado estadual pelo PDT, com o apoio da Marli Paulino. Fico grato pela confiança depositada em mim”, disse.

A Gazeta – Qual o balanço que o senhor faz desse primeiro ano de gestão da Casa? Algo mudou nas diretrizes em relação à gestão anterior?

Vereador Marcinho – Começamos o ano com fortes emoções, mas graças a uma política transparente e com muito diálogo, conseguimos enfrentar os diversos desafios que vieram pelo caminho. Agora, chegamos ao fim do ano com o sentimento de dever cumprido, já que conseguimos enxugar os gastos, sem que precisássemos deixar de fazer os investimentos necessários para manter a estrutura adequada ao legislativo. Inclusive, na semana passada, fizemos a devolução de R$3 milhões do orçamento para o Poder Executivo, para que sejam utilizados em melhorias para a população.

A Gazeta – Logo no início da gestão, a presidência tomou algumas iniciativas de melhorias nas instalações, a exemplo da pintura do auditório e do plenário. Depois, veio a compra de novos equipamentos de áudio para o plenário. Recentemente, a Casa também aprovou projeto para ampliação do estacionamento da Câmara, para uso da comunidade. Poderia contar sobre essas obras de melhorias nas instalações?

Vereador Marcinho – Pois é, vimos a necessidade de inovar o equipamento, até porque tudo o que fazemos no plenário precisa ser registrado e vira documento. É uma forma de valorizarmos o acesso às informações para toda a população. Além disso, realmente investimos nas instalações, com pintura, algumas reformas, enfim, até porque é dever nosso zelar por este prédio e deixá-lo com plenas condições de atendimento à população. Precisamos garantir que os Vereadores tenham plenas condições de realizar seu trabalho em prol da comunidade. Em 2018, mas melhorias virão.

A Gazeta – Qual o orçamento atual da Câmara? Haverá montante de devolução à Prefeitura, por economia de recursos, no final deste ano?

Vereador Marcinho – O orçamento atual é de quase R$ 15 milhões. No entanto esse ano, com todas as medidas adotadas e embora tenhamos feito todos esses investimentos já citados, conseguimos economizar e já oficializamos a devolução de R$3 milhões para a Prefeitura e a prefeita já nos garantiu que vai investir esse recurso na área da saúde, atendendo um pedido dos vereadores.

A Gazeta – Como tem sido o relacionamento com os vereadores, no sentido de apoio e estrutura para os gabinetes? Bem como em relação ao funcionamento das comissões e os respectivos posicionamentos nas votações em plenário?

Vereador Marcinho – Existe uma harmonia muito boa aqui na Câmara. Independente de possíveis divergências de ideias, todos nós aqui nos respeitamos muito. Procuramos atender todas as demandas dos gabinetes e o importante que o pessoal aqui é muito compreensivo e profissional e sabe entender qual a nossa capacidade. Posso afirmar com tranquilidade que hoje mantemos uma relação de muito respeito e procuramos respeitar as decisões de todas as comissões, sempre tendo o diálogo como instrumento indispensável.

A Gazeta – Em 2017, onze novos vereadores assumiram o mandato. Como tem sido a adaptação dos novatos e a orientação sobre todos os procedimentos burocráticos e atribuições de um vereador?

Vereador Marcinho – Verdade, é importante destacar a chegada de novos vereadores que ajudam a dar uma “oxigenada” na Casa. Cada um tem sua forma de pensar, suas ideologias, seus anseios e o importante é que todos chegaram com muita vontade de trabalhar e com certeza esse processo só soma.

A Gazeta – Como o senhor avalia o relacionamento da Casa e dos vereadores com o Poder Executivo nesse início de gestão da Prefeita Marli? Tem sido satisfatório? E com o secretariado e servidores?

Vereador Marcinho – O relacionamento é muito bom, de muito diálogo. Talvez esse seja o motivo do sucesso da administração de Pinhais. Nada adianta termos dois Poderes atuando sem que haja sintonia entre eles. A concretização de projetos importantes na cidade dependem de uma condução responsável, séria e dinâmica tanto do Poder Executivo quanto Legislativo. Eu, como presidente da Câmara e defensor assumido dessa gestão municipal, tenho o dever de defender esta parceria que vem dando certo.

A Gazeta – Alguns criticam a ausência de oposição na Casa em relação à gestão municipal. O senhor concorda com essas críticas? Como analisa o posicionamento político dos vereadores?

Vereador Marcinho – Na verdade, existem sim posicionamentos divergentes entre nós vereadores, faz parte da democracia. O que acontece em Pinhais, é que todos nós pensamos no que é bom para a cidade e não tem como deixar de reconhecer que a gestão do ex-prefeito Luizão, e agora da prefeita Marli, é extremamente eficiente e não somos apenas nós que falamos isso, é a população. Inclusive, profissionais de várias cidades brasileiras e até de fora vêm aqui em Pinhais buscar experiência, ou seja, por que nós vamos descordar?

A Gazeta – Sobre seu mandato, o que gostaria de destacar em relação a conquistas para a comunidade?

Vereador Marcinho – Tem sido um prazer imenso ser vereador pelo meu segundo mandato, agora com mais experiência e tendo a oportunidade de ocupar a função de presidente da Câmara Municipal. É uma responsabilidade enorme, pois é aqui que decidimos os rumos do nosso município. Além disso, tenho continuado meu trabalho atendendo a comunidade. Tenho dado apoio total aos projetos que visam tirar as crianças e jovens das ruas e continuo acreditando muito do poder do esporte e da cultura. É tão bom ver que nossos bairros passaram a contar com vários espaços de lazer e que muitos programas foram implantados exatamente com essa finalidade, criar novos cidadãos.

A Gazeta – Falando das eleições de 2018, já é de conhecimento geral que o senhor pretende lançar uma candidatura a Deputado Estadual? Terá o apoio da Prefeita Marli, presidente do seu partido?

Vereador Marcinho – Sou sim o pré-candidato a deputado estadual pelo PDT, com o apoio da Marli Paulino. Ela sempre foi a nossa referência como candidata, mas agora ela deve continuar seu mandato como prefeita e, por isso, abre esta oportunidade. Fico grato pela confiança dela em mim, assim como a de todos os colegas do partido. Acredito que Pinhais precisa de representatividade e que passou da hora de termos um deputado estadual e um deputado federal para que possamos buscar recursos para a nossa região.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)