Escrito em por

curitiba02

 

A Prefeitura alerta os aposentados e pensionistas convocados para o recadastramento para que compareçam ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) na data agendada. Quem não comparece ao recadastramento pode ter o benefício suspenso.

O Censo Previdenciário já recadastrou mais de 4.200 pessoas – aniversariantes de janeiro, fevereiro, março e abril e aqueles convocados no fim de 2018 em função de divergências junto ao e-Social, o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas.

Para os que fazem aniversário em maio, o IPMC já encaminhou correspondência ao endereço cadastrado e divulgou em seu site a lista com o dia e o horário de comparecimento para os 1.125 beneficiários chamados.

O recadastramento é feito no Edifício Delta (Avenida João Gualberto, 623, torre C, Alto da Glória). Os beneficiários são atendidos no 2° andar.

Quem não puder comparecer no dia agendado deve entrar em contato com o IPMC o mais rápido possível, pelos telefones 3350-3646 ou 3350-9617, para reagendamento

Dinheiro público

O recadastramento e a prova de vida são necessários para garantir o bom uso do dinheiro destinado ao pagamento das aposentadorias dos servidores municipais aposentados e dos pensionistas.

Quem não comparece ao recadastramento pode ter o benefício suspenso.

“Com o censo previdenciário, nós construímos uma base de dados sólida, com cálculos atuariais precisos. Os dados corretos permitem prever o volume de recursos que serão necessários para garantir a aposentadoria dos demais servidores no futuro”, declara o presidente do IPMC, Ary Gil Piovesan.

Em busca dos beneficiários

Antes do bloqueio do benefício, o IPMC faz outras tentativas para que o aposentado ou pensionista que não compareceu ao recadastramento apresente seus documentos. Uma delas é o contato com o ICS, o Instituto Curitiba de Saúde, no caso dos que têm vínculo com o plano de saúde dos servidores. É verificado se o beneficiário comparece a consultas e os dados de contato disponíveis no ICS para comparação e nova tentativa, se houver divergência.

Outra medida é o bloqueio do Cartão Qualidade, usado para as compras em diversos estabelecimentos com desconto posterior no contracheque. Quando o cartão é bloqueado, o beneficiário é informado do motivo pelo qual houve o bloqueio e a pessoa é orientada a procurar o IPMC. Após o recadastramento, o cartão é desbloqueado em até 48 horas.

Quando estas estratégias não fazem com que o beneficiário compareça para o recadastramento, o IPMC consulta o Serviço Funerário Municipal da Prefeitura de Curitiba e o Sistema Informatizado de Controle de Óbitos, válido para todo o país, para verificar se houve o falecimento do beneficiário. Quando é identificado o óbito, o benefício é cancelado.

Quando nenhuma das opções de contato funciona, a equipe do serviço social faz a busca ativa, ou seja, visita o endereço cadastrado, entra em contato com vizinhos e com as unidades de serviços públicos, ampliando as possibilidades de localização do beneficiário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)