Escrito em por

curitiba02

 

Equipes da Guarda Municipal das dez administrações regionais de Curitiba fazem um trabalho em larga escala para orientar a população sobre a importância do isolamento social para prevenir o contágio do coronavírus. Além disso, viaturas da GM também circulam por toda a cidade transmitindo uma mensagem em áudio: “É necessário ficar em casa. Evitar aglomerações e adotar o isolamento social, neste momento, é fundamental para a saúde de todos. A hora é de se proteger.”

Neste momento da evolução da pandemia em Curitiba (como em todo o Brasil), o isolamento social e a suspensão de aglomerações são fundamentais para diminuir o número de infectados e, consequentemente, a pressão sobre o sistema de saúde da cidade.

Monitoramento

Por isso, as equipes também vão a campo para conscientizar a população sobre o perigo de contrair o coronovírus, que já fez dezenas de vítimas no país.

“Nós temos ido a parques e praças orientando para que as pessoas vão para casa. Os públicos mais complicados são os adolescentes e as crianças. Os demais têm colaborado”, explicou o inspetor Jonatas Barbosa de Lima, chefe do núcleo da GM da Regional Bairro Novo.

Ele explicou que o trabalho tem de ser permanente porque algumas pessoas relutam em seguir as orientações. De acordo com o inspetor, os locais mais visados na Regional Bairro Novo são as praças Marly Queiroz, das Tendas, Napoleão Cortez, José Soares Grobe, Carlos Heller, Cícero Portes, Parque Semeador e Centro Médico.

Maioria está colaborando

No Tatuquara, as equipes da GM estão diariamente nas praças para orientar as pessoas sobre a necessidade do isolamento. “De uma maneira geral, o povo está colaborando”, revelou o inspetor Adelson Lopes, chefe do núcleo da GM do Tatuquara.
A Guarda Municipal tem percorrido locais como a Praça Aníbal Curi, o Parque Yberê e Bosque da Biodiversidade.

Parques fechados

Para inibir a visitação do público, o Parque Cambuí, no Fazendinha, está fechado, assim como os demais parques da cidade.
“A população tem aceitado bem as nossas orientações. A maioria compreende o momento que estamos vivendo”, explicou o chefe do núcleo da GM da Regional Portão/Fazendinha, inspetor Airton Sebastiao Machado.

A GM tem feito orientações nas praças Dr. Francisco Azevedo de Macedo, Afonso Botelho e eixo de animação Wenceslau Braz, entre outros locais da regional.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)