Escrito em por

greca01

 

Ele também comentou sobre o programa de revitalização de ruas na capital, o maior dos últimos 20 anos.

O Prefeito Rafael Greca recebeu nesta quarta-feira (20/6), na sede da administração, lideranças da Regional Fazendinha/Portão para falar sobre os projetos da Prefeitura e também ouvir demandas da região. Esta é mais uma edição do projeto Bairros na Prefeitura, cujo objetivo é abrir as portas da municipalidade para as questões reivindicadas pelos moradores.

A regional engloba os bairros do Portão, Fazendinha, Santa Quitéria, Vila Izabel, Seminário, Água Verde, Guaíra e Parolin, que são habitados por cerca de 250 mil pessoas, segundo o último Censo.

O prefeito agradeceu a presença das lideranças dos bairros e destacou a importância do encontro. “É bom ver este salão com muitos rostos curitibanos. Nós vamos ouví-los e discutir o que vamos fazer adiante em Curitiba”, disse Greca.

Ele também comentou sobre o programa de revitalização de ruas na capital, o maior dos últimos 20 anos. “Nós estamos recuperando ruas esburacadas, que receberam asfalto num passado distante e ficaram degradadas por falta de cuidado”, explicou.

Greca também pediu o apoio da população para que ajude a Prefeitura a manter as benfeitorias. “Estão roubando muita fiação, lâmpadas e agora estão roubando sinaleiros também. Estes equipamentos custam uma fortuna para o município. O povo deve denunciar os roubos ao 156 e à PM. O povo precisa nos ajudar a cuidar da cidade”, apelou o prefeito.

Demandas

O líder comunitário da Vila Portelinha, Arildo Taborda, o Dida, pediu um levantamento topográfico para a relocação de 30 famílias que moram às margens do Rio Barigui. O problema é que parte da área pertence à antiga Construtora Cidadela e outra parte pertence à Copel. O prefeito esclareceu que as obras de dragagem no Rio Barigui estão sendo feitas.

A dona Rose Mari Izycki pediu a implantação de um redutor de velocidade na Rua Professor Dario Veloso, na Vila Izabel. Ela narrou que, em outubro do ano passado, uma pessoa foi atropelada no local. A Prefeitura fará estudos para colocar uma lombada na rua.

Foi feito também o pedido de pintura de faixas na Avenida Nossa Senhora Aparecida, por Marilda Mara Prado Guimarães. Esta questão será contemplada com o projeto da trincheira na avenida, que prevê o fim do estacionamento dos dois lados da via, permanecendo apenas os que são da área de remanso dos comércios.

Guarda no cemitério

Sobre o pedido de mais segurança no entorno do Cemitério da Água Verde, formulado pelo presidente do Conseg, Eros Guido Bianco, foi esclarecido que um módulo da Guarda Municipal já começou a funcionar no local. O prefeito ordenou que sejam feitas rondas periódicas dentro e fora do cemitério.

Foi anunciada ainda a revitalização da Praça Maria Regina Predebon Vanzo, pedido de Mayra Veiga, do Portão. Lá funciona um projeto de escolinha de futebol para crianças. Também foi decidida a revitalização do Rio Vila Formosa, com alargamento e recuperação das encostas.

Gratidão e pedidos

O líder comunitário Edson Parolin agradeceu pelas obras que a região tem recebido. “Não estamos abandonados, temos obras de asfalto em 11 ruas, mas falta muita coisa ainda ali”, ressaltou.

Ele pediu um estudo para a ocupação consciente das margens do Rio Pinheirinho. O rio está passando por uma grande obra de drenagem. “As obras do Rio Pinheirinho não estão paradas, os trabalhos estão sendo feitos de baixo para cima. Esta é uma obra grande, ao custo de R$ 120 milhões, então é preciso ter paciência”, explicou o vice-prefeito e secretário de Obras, Eduardo Pimentel.

O prefeito pediu um estudo conjunto do Ippuc, da Secretaria do Meio Ambiente e Cohab para implantação de áreas de lazer nas margens do rio, além de um projeto de moradia popular.

Também será objeto de estudo de órgãos da Prefeitura e da Sanepar o caso citado por Ângela D’Abreu Alecrim, do bairro Seminário, sobre o assoreamento do Córrego do Cortume, na Rua Arthur Suplicy de Lacerda.

O prefeito também autorizou a implantação de duas hortas comunitárias no bairro Fazendinha a pedido de duas moradoras.
Participaram do encontro o administrador regional, Gerson Gunha, o presidente da Cohab, José Lupion Neto, a coordenadora do projeto Bairros na Prefeitura, Rafaella Munhoz da Rocha Lacerda, a secretária do Meio Ambiente, Marilza Dias, e o vereador Oscalino do Povo.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)