Escrito em por

curitiba01

 

“O legado deste paranaense que amou Curitiba como nenhum outro cidadão me inspira a trabalhar ainda mais para o desenvolvimento de nossa capital e o bem-estar da população.” A declaração foi dada pelo prefeito Rafael Greca, na quarta-feira (13/11), no Graciosa Country Club, ao receber a comenda Barão do Serro Azul, maior honraria da Associação Comercial do Paraná (ACP).

Para uma plateia muita atenta, o prefeito narrou emocionado a história de Ildefonso Pereira Corrêa, o Barão do Serro Azul, fundador e primeiro presidente da ACP.

“Ele fez a primeira serraria a vapor do Paraná, a primeira fábrica de erva-mate mecanizada do estado, fundou o Banco de Curitiba, a Impressora Paranaense, o Clube Curitibano, a Associação Comercial do Paraná. E pagou com sua vida o preço da paz, na trágica noite de 20 de maio de 1894, por ser um dos defensores da capital durante a sangrenta Revolução Federalista”, recordou Greca, que estava acompanhado da primeira-dama Margarita Sansone.

O prefeito lembrou também o papel humanista do Barão do Serro Azul, único nome paranaense incluído no Livro de Aço dos Heróis Nacionais, do Panteão da Pátria Tancredo Neves, em Brasília.

“Idelfonso Corrêa e outros integrantes da loja maçônica Luz Invisível compraram a alforria dos negros fugitivos e os embarcavam em barricas nos navios que seguiam para Montevidéu ou Buenos Aires”, exemplificou ele, em referência ao movimento que culminou com Curitiba sendo a primeira cidade brasileira a libertar os escravos negros no país (8/1/1888), meses antes da promulgação da Lei Áurea.

Orgulho pela cidade

A exemplo do barão, garantiu o prefeito, sua gestão busca devolver aos curitibanos o orgulho pela cidade. “Curitiba é hoje uma cidade livre do abandono, das dívidas e da penhora das suas contas. Quitamos todas os débitos com fornecedores, antecipamos o pagamento do 13º salário, pagamos rigorosamente em dia todos os salários e demos dois reajustes ao funcionalismo”, destacou ele.

Greca comemorou que a cidade voltou a ter crédito nacional e internacional e que R$ 660 milhões estão chegando para investimentos no grande anel do Interbairros 2. A chegada de recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento para a transformação do bairro da Caximba também foi destacada.

“Com esta intervenção urbana vamos acabar com a vergonhosa palafita do Caximba e evitar que mais pessoas sejam empurradas para viver em um lugar que não é próprio para moradia”, garantiu ele.

O prefeito anunciou ainda que, em quase três anos de sua gestão, a cidade já está com 500 ruas asfaltadas, que neste mês será dada a ordem de serviço para a retomada das obras da Linha Verde. Na próxima semana a capital disputa, pela segunda vez consecutiva, em Barcelona (Espanha), o título de cidade mais inteligente do mundo com o projeto Vale do Pinhão.

Paralelos

Em seu discurso de abertura, o presidente da ACP, Gláucio Geara, mostrou os paralelos nas trajetórias de Greca e do Barão do Serro Azul que levaram a direção da entidade a homenagear o prefeito com a comenda.

“Assim como o barão, Greca é um homem à frente do seu tempo e tem contribuído para o crescimento e valorização empresarial do Paraná”, argumentou ele.

“Além de ser o melhor contador de histórias de Curitiba, o prefeito, ao lado de Margarita Sansone, transformou a capital com seu amor pela arte, a história e pelo povo curitibano”, disse Geara.

Greca se junta a outras personalidades que já receberam a comenda como o ex-juiz e atual Ministro da Justiça, Sérgio Moro; o empresário e apresentador Carlos Roberto Massa, o Ratinho; o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin; o empresário do ramo de shopping centers, Aníbal Tacla; e os ex-governadores João Elísio Ferraz de Campos e Jaime Lerner.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)