Escrito em por

richa02

 

A afirmação foi feita pelo governador Beto Richa no  evento que comemorou os 60 anos do Sindicombustíveis – Paraná

O Governador Beto Richa participou neste sábado (28), em Curitiba, da comemoração pelos 60 anos do Sindicombustíveis-Paraná e destacou a importância do setor, que reúne cerca de 2.800 estabelecimentos, responsáveis por 50 mil empregos no Estado. É um dos que mais arrecadam impostos esaduais. “Hoje trabalhamos ao lado dos que contribuem para a formação econômica do Estado. Nada mais inteligente que apoiar um setor gera tantos empregos, renda e oportunidades para o Paraná”, disse ele.

Richa enfatizou o trabalho conjunto do Governo do Estado e o setor , que resultou na criação da lei que combate o comércio desleal de combustível, conhecida como a Lei da Bomba Fraudada. “Fomos o primeiro estado do Brasil a criar legislação para proteger o consumidor e o comerciante idôneo. Mais uma vez o Paraná foi referência, graças à parceria com o setor produtivo”, disse Richa.

FORTALECE

Para o presidente do Sindicombustível- Paraná, Rui Cinchella, a comemoração dos 60 anos da entidade marca todo o trabalho do setor e o fortalece cada vez mais. “Nossa função é apoiar a sociedade. Graças ao trabalho do Governo do Estado, o Paraná tem uma posição privilegiada, com situação econômica melhor que a do Brasil”, afirmou. Ele também ressaltou a lei estadual número 18.950, de combate a fraudes, proposta pelo Governo Estadual, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador em dezembro de 2016. “Temos diálogo com o governo, porque é assim que a economia cresce, com a iniciativa privada unindo-se ao poder público”.

UM DOS MAIORES

O presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustível e Lubrificantes (Fecombustivel), Paulo Miranda, lembrou que, em termos de arrecadação do ICMS, o setor está atrás apenas da eletricidade e da telefonia. “O Paraná é um dos estados mais representativos do País. A metade do setor está aqui”, disse Miranda. O presidente da Fecombustivel avaliou como positiva a economia do Paraná e as políticas do Governo do Estado. “O nosso setor é termômetro da economia, pois 86% do transporte de cargas do país é feito por caminhões. Então, quando a venda do diesel está em alta é sinal que a economia está crescendo”, explicou.

PRESENÇAS

Participaram do evento a secretária de Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o secretário de Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Artagão Júnior; o presidente da Associação Comercial do Paraná, Gláucio Geara; o presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, Serginho do Posto.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)