Escrito em por

qb01

 

Eles praticam o golfe há pelo menos cinco anos. Participam periodicamente de campeonatos, já conquistaram importantes colocações e agora poderão treinar em uma quadra própria de golfe, equipada com o que há de melhor. Esse é o resultado da dedicação e empenho dos alunos da Escola Municipal de Educação Especial Joanna Valache, em Quatro Barras, e de uma parceria promissora entre a Prefeitura e a Federação Paranaense e Catarinense de Golfe.

Na quarta-feira (5), a escola recebeu oficialmente sua quadra de Golf-7 – uma modalidade adaptada do golfe profissional para crianças e jovens especiais, portadores de deficiências intelectuais ou transtornos globais de desenvolvimento.

O evento reuniu alunos de várias escolas especiais da RMC, além de autoridades como o prefeito Angelo Andreatta (Lara); o vice-prefeito Roberto Adamoski; o presidente da Federação de Golfe, Sakae Tamura; a idealizadora do Golf-7 no Paraná, Fátima Alves da Cruz; a secretária de Educação, Adriana de Araújo Túlio; a professora e então diretora da escola que vem incentivando a prática da modalidade, Izabel Kulevicz; a diretora atual Janaine Ferrarine Zanetti; a coordenadora da Educação Especial, Leila Busnardo Dolato; e o vereador Sandro Heleno Andreatta (Leno).

Nova quadra

Aberta com palavras do poeta Mário Quintana, a cerimônia foi cercada de expectativas. Além da nova quadra, prontinha para o uso, todos os equipamentos como tacos e bolsas de golfe, conjuntos de uniformes, entre outros materiais oficiais, aguardavam apenas o descerramento da faixa inaugural e a efetiva entrega à escola.

Ao dar as boas vindas ao público, o Prefeito Lara agradeceu a todos os parceiros e às crianças, destacando este importante momento de incentivo à cidadania. “Hoje vejo que as minorias estão sendo atendidas, e cidadania é isso, é atender a todos com respeito, carinho e dignidade”, destacou Lara. O prefeito agradeceu à Federação e anunciou que durante seu governo todas as praças de Quatro Barras terão brinquedos adaptados para portadores de necessidades especiais, um projeto que ele defende desde seu mandato de vereador. “Queremos dar às pessoas o que é efetivamente de direito delas”, concluiu.

A idealizadora do Golf-7 no Paraná, Fátima Cruz, contou que hoje no Estado 278 escolas estão engajadas na modalidade, estimulando alunos portadores de deficiências ao desporto, à educação e à convivência social.

O projeto já dura 12 anos e desde o ano passado tem aprovação da Lei de Incentivo ao Esporte, conforme contou o presidente da Federação de Golfe, Sakae Tamura. Em Quatro Barras, a implantação da quadra teve parceria da Rede Condor. Sakae destacou que aquilo que parecia um sonho se tornou oficialmente realidade e hoje colabora para o desenvolvimento e a coordenação dos alunos, além de difundir o companheirismo e a ética pregados pelo golfe.

A inauguração do novo campo ocorreu durante a Semana Mundial de Conscientização sobre o Autismo e também abriu as disputas do 2º Campeonato Paranaense de Golf-7. Ao todo, 60 alunos participaram da competição, de 15 escolas especiais do Estado. Cada escola recebeu uma bolsa com equipamentos entregue pela federação.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)