Escrito em por

qb02

 

A Defesa Civil de Quatro Barras divulgou na terça-feira, dia 12, o relatório de ocorrências atendidas em 2017 e também as metas, projetos e novas ações planejadas para o ano que vem. Fundamentada em pilares como a prevenção e a intersetorialidade – já que agrega profissionais de vários setores e entidades, como Secretarias Municipais, Corpo de Bombeiro, Sanepar, IAP, associações de moradores, voluntários da comunidade e os próprios agentes de Defesa Civil – o órgão vem atuando cada vez de forma mais integrada.

No encontro, o levantamento da Defesa Civil apontou mais de 80 ocorrências realizadas em 2017. Em meio a este total estão situações de emergência como riscos de desmoronamento, moradias em situação de risco, invasões em ocupações irregulares, incêndios residenciais e ambientais, queda de árvores, fiscalização de produtos perigosos, inundações e avaliações de riscos em muros, árvores e pontes.

O Prefeito Angelo Andreatta (Lara) abriu o encontro destacando a importância da atuação da Defesa Civil e enumerou ações preventivas já realizadas neste ano. “Queremos ser um exemplo com relação ao conhecimento, à estrutura e à eficiência no trabalho caso seja necessário agir, reduzindo as tragédias e os riscos à população. Ao longo deste ano desenvolvemos ações de prevenção de enchentes na Borda do Campo, manilhamento no Jardim das Acácias, iniciamos a primeira etapa das obras de arrimo no Itapira, precisamos monitorar as trincas no Monte Alegre, tenho acompanhado outras localidades como o Jardim Menino Deus, enfim, estamos atentos a todas as regiões”, disse Lara.

A comandante do PBC, 1º tenente Mariana Lorenzi, afirmou que Quatro Barras vem se destacando com relação à atuação da Defesa Civil. “Em uma reunião recente das COMPDECs da região, os municípios se espelharam nas ações que Quatro Barras vem fazendo, porque de fato o trabalho está acontecendo”, enfatizou.

Obras e projetos

Durante o encontro, a coordenadora da Defesa Civil, Rosamaria Ferreira Duarte, também citou capacitações realizadas, obras preventivas e anunciou ações e metas para 2018, entre elas a execução do Projeto Defesa Civil na Escola, que será desenvolvido com foco na conscientização das crianças. O projeto está previsto para iniciar em abril na Escola Municipal Tancredo de Almeida Neves, na Campininha.

Para o ano que vem também estão previstas vistorias periódicas de edificações, a ampliação das fiscalizações de transporte de produtos perigosos, novas capacitações e o Projeto Régua no Rio, para acompanhamento dos níveis, velocidade e vazões de água em áreas de risco.

“O prefeito realmente abraçou a Defesa Civil e tem nos dado um apoio muito importante. Defesa Civil é prevenção. É fundamental o preparo para realizar nosso papel que é atender a população na hora do desastre. E isso se consolida através de treinamento, de projetos e ações preventivas”, disse Rosamaria.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)