Escrito em por

pinhais01

 

A CGM passou a contar com um novo gestor. Marcio Reszko é servidor da prefeitura há 15 anos, tendo atuado em diversos órgãos dentro da Prefeitura

Em maio deste ano, a Controladoria Geral do Município (CGM) passou a contar com um novo gestor. Marcio Reszko é servidor da prefeitura há 15 anos, tendo atuado em diversos órgãos, destacando a Secretaria de Saúde e Pinhais Previdência, do qual foi presidente pelos últimos seis anos. Reszko é formado em Economia, com pós-graduação em Gestão Pública e Direito Municipal.

Agora, a frente da CGM, Reszko diz que a principal missão é resgatar a credibilidade e a confiança dos servidores municipais neste órgão. “Este processo de reconstrução da imagem institucional da Controladoria passa prioritariamente pela valorização da equipe, com investimentos na renovação do conhecimento e no desenvolvimento de habilidades de seus servidores e pela qualificação dos processos de trabalho, com ênfase na racionalidade e na objetividade das atividades especialmente, no que se refere ao volume de auditorias”, salienta.

Ainda sobre a equipe de trabalho, Reszko explica que esta foi reconfigurada a fim de que o perfil do time fosse adequado às novas diretrizes, pautadas no dinamismo, coerência, objetividade e resolutividade.

Para a qualificação dos processos, inicialmente a Controladoria convidou todos os diretores administrativos das Secretarias a enviarem sugestões para a atualização das Instruções Normativas que disciplinam o dia-a-dia dos órgãos e que interferem diretamente em suas rotinas. “O Controle Interno deve ser um órgão de auxílio à Gestão Pública, atuando de forma pedagógica, preventiva e corretiva, sendo primordial a ênfase em ações de prevenção, as quais devem estar disseminadas em todas as secretarias do município”, explica o controlador.

Iniciando as atividades de prevenção, a CGM realizou em parceria com a Secretaria de Governo (SEGOV) uma capacitação às entidades do Terceiro Setor que firmam termos de parceria com o município sobre o Novo Marco Regulatório das Parcerias Voluntárias. “Vale frisar que os controles internos devem existir em todos os setores da Prefeitura cabendo ao controlador interno, essencialmente, a função de verificar se são efetivos ou não”, afirma.

Para finalizar, Márcio Reszko define de que forma a CGM atuará para prosseguir com o trabalho em uma nova perspectiva. “É fundamental o resgate da confiança e da credibilidade da Controladoria perante os órgãos da Prefeitura para que, juntos, possamos atuar de maneira sinérgica”, finaliza.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)