Escrito em por

curitiba02

 

Na segunda-feira (10/12), Dia Internacional dos Direitos Humanos, o cônsul geral dos Estados Unidos em São Paulo, Adam Shub, visitou a Casa da Mulher Brasileira (CMB) de Curitiba, no bairro Cabral. Seguindo a agenda oficial na cidade, que teve início pela manhã com a inauguração da clínica e-COA, o cônsul conheceu o funcionamento da Casa que acolhe e dá todos os procedimentos para mulheres em situação de risco, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Acompanhado da coordenadora-geral da CMB, Sandra Praddo, da assessora de Políticas para Mulher da Prefeitura, Terezinha Beraldo Pereira Ramos, e do Assessor de Relações Internacionais de Curitiba, Rodolpho Zannin Feijó, o cônsul conheceu as instalações da única casa da Mulher Brasileira do Sul e Sudeste do Brasil, projeto do Governo Federal com a manutenção custeada pelo município.

O trabalho feito na CMB é completo, desde o atendimento social e psicológico. “Temos todos os serviços aqui, para as vítimas acabou a romaria entre endereços e o atendimento muitas vezes não especializado para lidar com as mais diversas violências que a mulher e pessoas próximas podem sofrer”, ressaltou Sandra.

O cônsul ficou admirado com o espaço e a concentração de todos os serviços no mesmo endereço, desde a acolhida da família, de filhos, animais de estimação, até os trâmites judiciais, como medidas protetivas, chegando ao fomento ao empreendedorismo para as mulheres que querem novas oportunidades. “Imensa a admiração do trabalho realizado aqui, nunca vi algo do tipo. Já visitei muitos lugares de assistência no mundo, mas nada com tanto amor e compaixão com as pessoas como aqui”, disse Shubo, após deixar um dos últimos espaços da visita, a central da Patrulha Maria da Penha da Guarda Municipal, especializada no atendimento a mulheres em situação de risco.

Ao final da visita o cônsul recebeu de presente uma pintura de um pinheiro do Paraná de uma das mulheres que foi atendida pela Casa, a artista plástica Lisete Terezinha Iserhard. A comitiva também conheceu o Ônibus da Mulher, que leva o trabalho de acolhimento com psicólogos e assistentes sociais para locais de grande concentração de pessoas e comunidades mais distantes.

Acompanharam a visita a vice-cônsul para Assuntos Políticos do Consulado dos EUA em São Paulo, Ashley Bartlett; o diretor da Seção de Imprensa, Educação e Cultura do consulado, Stephen Stark; e a coordenadora das delegacias da Mulher do Paraná, delegada Márcia Rejane Vieira Marcondes.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)