Escrito em por

curitiba

Foto: Maurilio Cheli/SMCS

O Conselho Municipal de Trânsito (Comutran) de Curitiba reuniu-se na terça-feira (30/06) com o Prefeito Gustavo Fruet para destacar as atividades realizadas pelo órgão em seus primeiros meses de trabalho.

Instalado no fim de 2014, o Comutran reúne representantes da sociedade civil, gestores públicos, entidades privadas e profissionais da área de trânsito na capital paranaense.

Fruet destacou as diversas medidas que estão sendo realizadas pela atual gestão na área de mobilidade urbana, como o projeto da Via Calma, as faixas exclusivas de ônibus, o reforço da ciclomobilidade, o conhecimento e investimento em novas tecnologias de trânsito e o projeto dos veículos ecolétricos, além da recuperação e renovação da sinalização de trânsito da cidade.

“Curitiba está reduzindo o número de vítimas fatais no trânsito e isso tem um grande impacto na segurança, na mobilidade e também na economia, com a diminuição dos gastos na área de saúde. Isso é muito expressivo e está sendo construído com a participação da sociedade civil, representada nos conselhos municipais, uma parceria fundamental para a cidade. Quero agradecer a participação de todos os envolvidos com os conselhos. Devemos estabelecer metas, pois todas as ações da Prefeitura decorrem também de um trabalho de cobrança da sociedade”, afirma o Prefeito.

Entre as principais ações na área de trânsito, o Comutran participou recentemente da mobilização do Maio Amarelo, apoiando as atividades programadas pelo movimento para a diminuição de acidentes nas ruas da capital paranaense. Atualmente, o conselho discute temas como a tonelagem dos veículos que passam na Linha Verde, a utilização de faixas exclusivas por carros de fretamento, o horário escalonado do comércio para ajudar a diminuir o número de veículos nas ruas nos horários de pico e questões do transporte coletivo, dos motociclistas e ciclistas.

“O Conselho Municipal de Trânsito vai balizar essas questões para ajudar a Prefeitura na tomada de decisões. É importante também que os órgãos e entidades participantes do conselho disseminem em suas respectivas áreas as ações em mobilidade que estão sendo realizadas pela Prefeitura e pela própria sociedade civil”, destaca a secretária municipal de Trânsito, Luiza Simonelli, que é presidente do Comutran.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), Joel Krüeger, reforçou a importância da criação do Comutran para o maior debate das questões da área na cidade. “A possibilidade de diálogo é uma marca da atual gestão e essa abertura para a sociedade é fundamental, um primeiro passo para resolver os problemas de Curitiba. O Conselho Municipal de Trânsito envolve todos os segmentos e permite que não haja decisões unilaterais nas questões da área”, diz. “O desenvolvimento da cidade passa pela melhor mobilidade, e buscamos novas soluções para isso no Comutran”, confirma José Vicente Calobrizi Ferreira, representante do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Curitiba e Municípios de Paraná (Sinfretiba).

Na reunião, o prefeito recebeu o relatório das ações de 2014 do Vida no Trânsito, projeto da Organização Pan-Americana de Saúde, organizado em Curitiba pelas secretarias municipais de Trânsito e de Saúde, que busca diminuir em 50% as mortes no trânsito na capital paranaense até 2020.

O Comutran realiza reuniões mensais para debater temas relativos ao trânsito e à mobilidade em Curitiba. O órgão faz parte do plano de governo da gestão de estabelecer um diálogo permanente com a sociedade para buscar soluções para Curitiba, compartilhando com transparência as informações do poder público.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)