Escrito em por

colombo01

 

O objetivo da ação é a valorização da família e a promoção da estrutura familiar

Realizado no Estádio Joaquim Américo Guimarães – Arena da Baixada, o Casamento Civil Comunitário reuniu 63 casais colombenses, em sua terceira edição. O evento foi uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Colombo, junto ao Tribunal de Justiça do Paraná em parceria com os cartórios de registro civil da Prefeitura de Curitiba, Fecomércio-PR, Sesc-PR e do Clube Atlético Paranaense.

A cerimônia aconteceu, no dia 23/03, e teve início às 19h30. Segundo a Secretária de Assistência Social, Maria da Silva Souza, o evento “vem ao encontro à realização do sonho de nossos munícipes da validação civil da união familiar, pois muitos desses casais já moram juntos e tem, com o programa Justiça nos Bairros, a oportunidade de oficializar esta união”, explicou.

A secretária acrescenta ainda que o objetivo da ação é a valorização da família e a promoção da estrutura familiar. Ela conclui afirmando que “existe um projeto que está em negociação para que tenhamos a realização do casamento civil comunitário em Colombo, ao menos uma vez por ano”, e conta que, até o momento, mais de mil casais se uniram por meio do programa.

Os casais que participaram do evento foram encaminhados pelas unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), do município.

O momento do SIM

Camila Rosner mora no bairro Santa Tereza e foi uma das colombenses que teve seu sonho realizado. “Foi uma experiência maravilhosa e uma oportunidade muito legal. No meu caso, já estava ‘amigada’ há 14 anos”, contou. Ela explicou ainda que seu marido, deficiente auditivo, recebeu tratamento especial com a presença de um interprete durante a cerimônia. “Foi tudo muito lindo e muito bem organizado”, finalizou.

“No ano passado eu havia tentado participar, porém só foi aberto aos moradores de Curitiba. Fiquei frustrada! Esse ano, quando soube que as inscrições poderiam ser realizadas em Colombo mesmo, achei perfeito”, contou Emily da Costa.

Ela conta que foi atendida no CRAS Maracanã e logo após, encaminhada para o cartório. Emily ressaltou ainda que foi um momento único “passar por aquele tapete vermelho”. Após passar por uma cirurgia no coração, ela afirma dar valor a cada detalhe de sua vida. “Poder participar de um evento tão grandioso foi lindo. Ainda mais, ao lado da minha irmã, que também casou no mesmo evento”, declarou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)