Escrito em por

carlinhos

 

Há menos de 100 dias para a realização das eleições 2018, quando deveremos escolher os deputados estaduais e federais, senadores, governadores e o próximo presidente do Brasil, o Vereador Carlinhos do Eliza (PT) fala sobre a importância de se votar em representantes que objetivem uma cidade, um estado e um país realmente melhor para todos. “Temos que analisar e avaliar cada candidato. Ver realmente quem já fez a diferença pela nossa cidade, pelo nosso estado e pelo país. Alguns fizeram um bom trabalho e merecem voltar, serem reeleitos, porém outros não merecem. É por isso que temos que avaliar de forma muito criteriosa os candidatos. E depois, temos que cobrá-los. Não podemos esquecer que somos nós quem os colocamos em seus cargos. Eles trabalham para nós. Temos que ficar em cima deles e cobrar soluções efetivas para a população”, comentou.

Carlinhos disse que ainda acredita na política e que é possível sim a mudança deste cenário de crise em que vive o país. “Se avaliarmos bem nossos candidatos e votarmos em pessoas que realmente querem um futuro melhor para todos, podemos mudar este cenário. Acredito na política, acredito que pessoas de bem, nos lugares certos, podem sim transformar uma nação. Mas depende de nós. Temos que eleger pessoas que tenham boas intenções e que não pensem apenas no interesse próprio, em ter vantagens ao alcançarem um cargo político”, lembrou Carlinhos.

Sobrecarga no sistema de saúde

O parlamentar lembrou que devido à crise em que se encontra o país, com o aumento do desemprego, o SUS ficou sobrecarregado. “Nossas unidades de saúde estão cheias. Muitas pessoas perderam seus planos de saúde e passaram a depender do SUS. Houve o aumento da demanda e, com isso, a sobrecarga do sistema. Precisamos reaquecer a economia, aumentar o número de postos de trabalho, mas para que isso ocorra, precisamos de representantes focados na recuperação do nosso país. Por isso, é preciso que população vote com consciência nas eleições deste ano”, finalizou.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)