Escrito em por

carlinhos

 

O Vereador Carlinhos do Eliza (PT) ingressou na política por incentivo do ex-prefeito e atual Deputado Federal Luizão Goulart (PRB), tendo assumido uma cadeira de vereador pela primeira vez como suplente, em 2016. Casado há 22 anos, pai de dois filhos, morador do Jardim Cláudia, aos 38 anos, pretende candidatar-se à reeleição em 2020 com o intuito de continuar contribuindo para o desenvolvimento do município.

A Gazeta: O que o levou a ingressar na vida pública?

Carlinhos: Trabalho nos Supermercados Eliza desde 1996. Em 2008, fui convidado para candidatar-me a vereador. Mas, não quis, na época. Em 2012, aceitei e lancei candidatura com apoio do meu patrão, o proprietário dos Supermercados Eliza, Cristóvão da Rosa, lançando-me com o nome “Carlinhos do Eliza”. Porém, não fiz uma campanha muito forte, então, fiz 1 mil e 54 votos, faltando 51 votos para ser eleito, ficando como segundo suplente. Em 2016, surgiu a oportunidade de assumir uma cadeira na Câmara de Pinhais, por três meses, como segundo suplente, pois o primeiro suplente havia desistido. Na época, o Prefeito era o Luizão Goulart, do mesmo partido que eu, o PT. Ele me deu a oportunidade de assumir a suplência no lugar da então vereadora Rosa Maria, que também era do PT, convidando-a para assumir a Secretaria Municipal de Administração, o que abriu a vaga na cadeira dela para mim. Quem me convidou para ingressar no PT foi o Luizão, aliás. Sendo apadrinhado pelo Luizão, ao assumir a suplência, tive a oportunidade de conhecer de perto a gestão da Prefeitura, conhecendo as secretarias, todo o trabalho interno do Poder Executivo Municipal. O que foi fundamental para melhor exercer o mandato de vereador. Nas eleições de 2016, lancei meu nome novamente e com uma campanha mais forte, fui o terceiro vereador mais votado na cidade, fazendo 1 mil e 670 votos.

A Gazeta: O senhor elegeu-se defendendo bandeiras específicas?

Carlinhos: Uma das áreas em que procuro ser bastante atuante é em relação às obras. Sempre estou visitando obras, fiscalizando-as, e apresentando requerimentos. Porém, atuo em todas as áreas da gestão.

A Gazeta: Em quais regiões da cidade o senhor obteve mais votos? Defende, especificamente, alguns bairros?

Carlinhos: Moro no Jardim Cláudia e lá foi onde obtive mais votos: 767 votos, seguidos pelo Jardim Atuba, onde obtive 717 votos. Porém, trabalho pela cidade toda, sem privilégios a bairros específicos.

A Gazeta: Suas expectativas têm sido atendidas em relação ao mandato de vereador?

Carlinhos: Sim, tenho sido bem atendido pela Prefeitura. Faço muitos requerimentos e pedidos. Tenho um ótimo relacionamento com os secretários, a prefeita, a vice, os servidores, enfim, com todos aqueles que compõe a administração municipal.

A Gazeta: O senhor apresentou alguns projetos de lei, a exemplo do que prevê a instalação de biombos nas agências das casas lotéricas, a fim de garantir a segurança dos usuários. Este projeto foi aprovado pela Casa no ano passado. Já foi colocado em prática?

Carlinhos: Com certeza um projeto que deu certo. Fico satisfeito ao perceber que além de ter sido aprovado e sancionado pela Prefeita, virou uma lei que tem sido cumprida no município.

A Gazeta: Como tem sido seu relacionamento com a comunidade? Qual o tipo de demanda você recebe em seu gabinete?

Carlinhos: Procuro estar sempre perto da comunidade, tenho relações estreitas, também, com diversas igrejas e instituições, independentemente de nomes. Além de fazer questão de visitar obras e bairros. Meu gabinete está sempre de portas abertas à população, que costuma pedir informações sobre serviços públicos. O vereador é a porta de entrada para qualquer demanda da população e temos de estar solícitos para prestar todo atendimento, assim como foi feito nos dias em que houve enchentes. Muitos pensam que sou proprietário do supermercado, porém sou funcionário. Não abandonei minha antiga profissão. Contudo, tenho a liberdade de fazer meus próprios horários de entrada e saída da empresa, conciliando, assim, com meu mandato de vereador.

A Gazeta: Para as eleições de 2020, o senhor tem a intenção de candidatar-se à reeleição?

Carlinhos: Sim. Porém, talvez, lance candidatura por outro partido.

A Gazeta: O senhor é da base aliada da Prefeita Marli Paulino. Se ela for reeleita, e o senhor, também, pretende continuar integrando a base aliada no próximo mandato?

Carlinhos: Sem dúvida. A atual gestão da Prefeita tem dado continuidade ao trabalho do Luizão, atuando de forma competente, com serviços, investimentos e obras ininterruptas, mesmo diante de desafios como a diminuição das verbas federais e da própria arrecadação de tributos.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)