Escrito em por

greca01

 

A campanha “Comida de Verdade” irá incentivar os curitibanos a adotar práticas saudáveis de consumo de alimentos

Desembale menos, descasque mais. Menos temperos prontos, mais alho e cebola. Mais tomate e feijão in natura, menos molhos e caldos enlatados. Para promover a boa alimentação, o Prefeito Rafael Greca lançou, na quinta-feira (18/10), a campanha “Comida de Verdade”, que irá incentivar os curitibanos a adotar práticas saudáveis de consumo de alimentos.

Greca lembrou que é missão da Prefeitura orientar a população sobre a qualidade nutricional dos alimentos. “Existe a fome da carência de alimentos, que estamos combatendo com nossos programas voltados às pessoas em situação de risco, mas também há a fome pela falta de informação e é essa que vamos suprir com a campanha e outras iniciativas do município”, reforçou o prefeito.

A partir de terça-feira (23/10), a campanha Comida de Verdade se espalhará por toda a cidade, do mobiliário urbano às redes sociais do município. “O objetivo é empoderar o cidadão a fazer escolhas de forma autônoma e, sobretudo, encorajar a adoção de um padrão alimentar mais saudável”, explicou o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), Luiz Gusi.

Caminhando pelas ruas da capital, a população irá se deparar com criativos cartazes instalados no mobiliário urbano (pontos de ônibus e relógios), estimulando as pessoas a adotar bons hábitos alimentares. “Stories” nas redes sociais da Prefeitura, vinhetas na TV Ônibus e chamadas nas rádios também irão convidar as pessoas a priorizar hortifrútis e evitar os alimentícios industrializados.

Além disso, cartilhas de receitas vão ensinar a população a preparar molhos, bolos e temperos só com ingredientes naturais. Os materiais impressos serão distribuídos nas Ruas da Cidadania, Armazéns da Família, sacolões, mercados, feiras, postos de saúde, escolas e outros estabelecimentos da Prefeitura.

De acordo com Gusi, a campanha propõe caminhos para que os curitibanos voltem a comer comida de verdade, que vença a luta contra a obesidade e todas as consequências ruins de uma alimentação de baixa qualidade.

“Priorizar frutas e hortaliças é uma das melhores alternativas para a população reduzir os industrializados. Alimentos embutidos, enlatados, sucos em pó, refrigerantes e biscoitos de maneira geral devem ser substituídos por alimentos in natura ou minimamente processados, além de refeições caseiras”, disse Gusi.

Compostagem

Para incentivar também que, desde pequenos, os moradores da capital tenham consciência da importância da alimentação saudável, nove escolas municipais começam a receber sistemas de compostagem – denominados minhocários – que vão transformar resíduos orgânicos produzidos nas cozinhas das unidades em adubo para hortas dos locais. Desenvolvidas por estudantes da Universidade Federal Tecnológica do Paraná (UTFPR), as caixas começam a chegar às escolas da Prefeitura na próxima semana.

“A ideia é mostrar aos estudantes que depois de consumir uma fruta ou verdura, os resíduos orgânicos delas podem virar adubo, ajudar no cultivo das hortas e voltar para a cozinha da própria escola como um novo alimento”, explicou Tamara Van Kaick, professora da UTFPR.

Uma composteira foi entregue, durante o lançamento da campanha Comida de Verdade, ao prefeito e a secretária municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila. “Essa nova composteira é mais uma contribuição, junto com os Jardins de Mel, que trazem a natureza para mais perto de nossos estudantes”, disse Maria Sílvia.

Receberão as caixas as escolas municipais Augusto Cesar Sandino, Bela Vista do Paraíso, Curitiba Ano 300, Doutel de Andrade, Professor José Wanderley Dias, Professor Lauro Esmanhoto, Romário Martins, Ulysses Silveira Guimarães e Ruth Cardoso.

Armazéns

Além da campanha Comida de Verdade, Greca lançou, na quinta-feira (18/10), o cadastro on-line dos Armazéns da Família, que agora permite formalizar o ingresso no programa da Prefeitura pelo computador ou smartphone. O prefeito também deu posse a nova Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), que será responsável pelo 2º Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

O chef Reinhard Pfeiffer, professor de Gastronomia Responsável do Centro Europeu, preparou um café da tarde “ecogastronômico”, que incluía salada de frutas orgânicas, bolo de cascas de limão e suco de ora-pro-nóbis, uma planta alimentícia não convencional (panc), muitas vezes descartada como mato.

Participaram do lançamento o vice-prefeito e secretário municipal de Obras, Eduardo Pimentel; a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak; a presidente da Fundação de Ação Social (FAS); Elenice Malzoni; a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi; a presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Comsea), Fernanda Hardt Kehl; o diretor-geral da Secretaria Estadual de Agricultura, Francisco Simioni; o presidente da Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Municipal de Curitiba (Ascesme), Mario Shiguemitu Yamasaki; e os vereadores Julieta Reis, Colpani, Mauro Bobato e Goura.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)