Escrito em por

pinhais03

 

Os brinquedos inclusivos são adaptáveis e móveis, sendo desenvolvidos especialmente e de forma segura para crianças e jovens com deficiência

A Prefeitura de Pinhais investiu, recentemente, em alguns brinquedos inclusivos que serão utilizados nas ações e eventos promovidos para a comunidade. Os brinquedos inclusivos são adaptáveis e móveis, sendo desenvolvidos especialmente e de forma segura para crianças e jovens com deficiência. Foram adquiridos quatro equipamentos: balanço cadeirante, gangorra cadeirante, skate inclusivo e tirolesa.

A primeira vez que todos estiveram disponíveis foi na edição especial do programa Espaço Comunidade, na Praça do Maria Antonieta, realizado no mês passado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, em comemoração ao aniversário de 27 anos de Pinhais. A vendedora Ariele Maraiza Candido Correa, moradora da Maria Antonieta, participou das atividades com a filha. A pequena Rebeca Louise Correa, de três anos, tem autismo moderado e neuropsicomotor, e utiliza cadeira de rodas há um ano.

Mãe e filha tiveram a oportunidade de conhecer e utilizar esta nova opção de brinquedos. Ariele conta que toda vez que ela e os filhos saiam pra ir a um parque, por exemplo, já tinham consciência que Rebeca não teria acesso a um brinquedo específico para se divertir. A mãe diz que o jeito encontrado era improvisar com outros dois irmãos, Luiz e Vitor, arranjando alguma forma para a irmãzinha também brincar e não ficar sem lazer.

Ao chegar ao local, à mãe fala que ficou surpresa ao saber que em Pinhais estão disponíveis estes brinquedos inclusivos. Ela acompanhou a montagem e afirmou estar impressionada, pois foi realizado em poucos minutos. Ficou tão feliz que já convidou a filha para usar os brinquedos, e aproveitou para se divertir junto com Rebeca com toda segurança. “A minha filha não fala, mas o sorriso dela contou tudo. Pelo que percebi, o brinquedo que mais gostou foi o balanço. Eu como mãe sei que há muitas pessoas envolvidas e que defendem esta causa. O resultado desta iniciativa foi muito bom e demonstra preocupação com a questão da inclusão social”, enalteceu Ariele.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)