Escrito em por

pinhais13

 

Um terreno localizado no bairro Atuba recebeu, na manhã de quinta-feira, dia 28, uma Ação Judicial de limpeza. A limpeza do terreno é uma antiga reivindicação dos moradores próximos e uma medida de saúde pública, já que o local possuía acúmulo irregular de sucata, entulhos e vários pontos de água parada, principal gerador do mosquito da Aedes egypti, transmissor de doenças como a Dengue, Febre Amarela, Zika e Chikungunya. Antes dessa ação extrema, a Prefeitura realizou, desde 2013, várias notificações ao proprietário, e este nunca realizou a limpeza necessária, colocando em risco à saúde dos moradores próximos.

Esta intervenção foi uma ação integrada de várias Secretarias e Departamentos da Prefeitura de Pinhais, entre elas: Procuradoria Geral do Município, Governo, Meio Ambiente e Saúde, além da coordenação de oficiais de justiças e o auxílio da Polícia Militar do Paraná. “A legislação assegura a intervenção judicial como essa, ocorrendo como último recurso, após finalizado todo o processo de notificações e multas, pois trata-se de uma questão emergencial de saúde pública”, explica o procurador Geral do Município, Edson Galdino.

Ainda de acordo com o procurador, o objetivo da ação foi somente realizar a limpeza do terreno para atender os anseios da comunidade local. Tanto que, para não haver qualquer prejuízo financeiro ao proprietário, os oficiais de justiça permitiram a retirada de sucatas e objetos que os proprietários consideravam ter valor.

Prefeitura no combate à dengue

Constantemente a Prefeitura de Pinhais realiza ações de fiscalização e orientação nas residências do município com o objetivo de conscientizar a população sobre os cuidados para evitar focos do mosquito Aedes egypti, transmissor de doenças as quais debilitam, podem deixar graves sequelas e até matar.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)