Campina Grande do Sul elege novos conselheiros tutelares

 

No domingo, 04, foram realizadas as eleições para o Conselho Tutelar de Campina Grande do Sul. Dos 14 candidatos à gestão 2016/2019, foram eleitos Jian Vidigal (354 votos), Airton de Oliveira (352), Claudia Magrin (330), Vanessa Coimbra (288) e Marcia Pavelik (269). Jian, Claudia, Márcia e Vanessa foram eleitos pela primeira vez, já Airton foi reeleito. No total, 2.730 eleitores compareceram aos locais de votação.

A cerimônia de posse dos novos conselheiros será no dia 10 de janeiro de 2016. Após a solenidade, será realizada uma reunião entre os membros para definir quem será o presidente do Conselho Tutelar. Caso não haja um consenso entre os conselheiros, o presidente será definido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

“Todo o processo de preparação até o dia das eleições foi muito bem feito e coroado com um domingo tranquilo, sem problemas nos colégios eleitorais. Quero parabenizar a toda a equipe da Comiss (…)


Estado do Paraná aplicou R$ 2,5 bilhões em saúde e já atinge metas anuais

sezifredo

Foto:Venilton Küchler

De janeiro a agosto deste ano, o Governo do Paraná aplicou cerca de R$ 2,5 bilhões na área de saúde e atingiu metas previstas para o ano inteiro. Os dados foram apresentados na terça-feira (6) à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Paraná. O relatório do 2º quadrimestre de 2015 apontou que a Secretaria de Estado da Saúde aplicou R$ 1,7 bilhões em recursos próprios do Tesouro Estadual e R$ 800 milhões provenientes de outras fontes.

“Em oito meses, já executamos grande parte do nosso orçamento, que totaliza R$ 2,8 bilhões na fonte estadual. Mesmo com a crise que atinge todo o país, vamos conseguir cumprir com o que está estabelecido em lei e mostrar que o Paraná está recuperan (…)


Em oito meses, Câmara de Curitiba usou 50% do orçamento de R$ 140 milhões

vereador salamuni

 

A Câmara Municipal de Curitiba dispõe de quase metade de seu orçamento para 2015, de R$ 140,5 milhões. Nos oitos meses deste ano, o Legislativo empenhou (comprometeu) 50,9% do que poderia gastar, o equivalente a R$ 71,5 milhões. Desse valor, segundo a Diretora de Administração e Finanças da Câmara, Aline Bogo, R$ 66 milhões já foram liquidados (46,9%). Ela apresentou os dados em audiência pública realizada no dia 30/10, em atendimento à Lei de Responsabilidade Fiscal (101/2000) e à Lei Orgânica do Município (LOM).

Dos R$ 71,5 milhões, R$ 50,3 milhões (66,7%) foram para despesas com a folha de pagamento. O valor, no entanto, está bem abaixo do limite estabelecido pela emenda constitucional (…)


Manejo da arborização urbana pode virar lei em Curitiba

 

Projeto de lei protocolado na Câmara de Curitiba regulamenta a remoção de árvores, em logradouros públicos, que possam causar risco à integridade física das pessoas ou do patrimônio, tanto público quanto privado. O texto prevê, por exemplo, que árvores que apresentarem doenças sejam removidas e substituídas por outras de espécies adequadas para o espaço.

Segundo Sabino Picolo (DEM), autor do projeto, o poder público deve realizar “medidas de prevenção necessárias, tais como podas de manutenção e remoção de parasitas, como é o caso da ‘erva de passarinho’ e, nos casos em que estas medidas não surtirem o efeito desejado, promover a substituição por espécimes mais adequadas, reduzindo assim o risco de acidentes para a população”.

A proposta destaca a arborização pública como uma atividade importante para o planejamento urbano, já que as árvores oferecem sombra, purificação do ar, diminuição da poluição sonora, e constituem f (…)


CPI dos Caixas Eletrônicos ouve comandante da 5ª Região Militar

por por Sandra C. Pacheco

715_o_imagem5180

 

O comandante da 5ª Região Militar, general de brigada Luiz Antônio Duizit Brito, falou nesta terça-feira (6) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada na Assembleia Legislativa para averiguar o aumento dos ataques a caixas eletrônicos bancários no Paraná nos últimos anos.

O comandante Luiz Antônio expôs as atribuições do Exército na fiscalização da fabricação, recuperação, manutenção, utilização industrial, manuseio, uso esportivo, colecionamento, exportação, importação, desembaraço alfandegário, armazenamento, comércio e tráfego de produtos controlados.

O que abrange desde armas e explosivos para serem usados como tais, até (…)