Escrito em por

pinhais09

 

“Nosso papel no mundo: para uma sociedade mais democrática, mais sustentável e para todos” foi a temática abordada nesta edição do evento

Entre os dias 19 e 20 de setembro, a Prefeitura de Pinhais, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e de Educação, promoveu o V Seminário Metropolitano de Educação Ambiental. “Nosso papel no mundo: para uma sociedade mais democrática, mais sustentável e para todos” foi a temática abordada nesta edição do evento.

Durante a cerimônia de abertura, a prefeita de Pinhais, Marli Paulino, falou sobre a importância de promover iniciativas que debatam temas relevantes sobre meio ambiente e sustentabilidade. “Durante a gestão em que fui vice-prefeita, criamos a Secretaria de Meio Ambiente por entender a importância que esta área tem em todo o contexto municipal. Hoje é uma Secretaria atuante que procura da melhor forma atender a nossa comunidade. Nestes seminários acabamos aprendendo e ensinando, trocamos informações e isso enriquece a experiência”, lembrou.

Segundo a vice-prefeita Rosa Maria, as mudanças ocorrem gradativamente, mas com o esforço de todos. “Só é possível a transformação da nossa realidade com a educação, sobretudo a educação ambiental. Este é o eixo norteador para levar as mudanças onde elas são necessárias e hoje vivemos um cenário nacional tão turbulento que este Seminário é uma luz. Juntos podemos fazer a nossa parte, mudar onde vivemos. A começar com um simples gesto como fechar a torneira enquanto escovamos os dentes, diminuir o nosso consumo, entre outros gestos de cuidado com o planeta”, pontuou.

A secretária de Meio Ambiente, Rosana Boeira Ilheu, destacou algumas atitudes simples que fazem a diferença quando o assunto é sustentabilidade e meio ambiente. “Nós trouxemos esta temática sobre qual é o nosso papel no mundo para justamente incentivar a reflexão e entender qual é a nossa missão. Este momento é importantíssimo, por isso agradeço a participação de todos aqui que estão preocupados com o meio ambiente. Pequenas mudanças nos hábitos são capazes de transformar nossa realidade”, apontou.

Para a secretária de Educação, Andrea Franceschini, “ações simples, como separar o lixo, fazem a diferença sim. Sabemos que mudar hábitos é muito difícil, por isso temos que ensinar nossas crianças para que eles aprendam da maneira correta desde o início. Aproveito para parabenizar as nossas unidades de ensino, pelas atividades que desenvolvem nesse sentido. Além disso, contamos sempre com a parceria da Secretaria de Meio Ambiente nestas ações”.

Representando a UTFPR, a professora Tamara Van Kaick, enalteceu a iniciativa da Prefeitura, por meio das secretarias envolvidas. “Um exemplo de como duas secretarias dialogam nestas questões tão pertinentes e de tanto interesse para nós. Estas parcerias se tornam muito importantes neste contexto. Precisamos criar a consciência nas pessoas para que possamos ter uma sociedade que pensa no nosso planeta de fato”, disse.

Alberto Vellozzo Machado, procurador de Justiça e coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente e da Habitação e Urbanismo, ressaltou: “Eu agradeço o convite do município, e fico feliz em estar aqui novamente. Procuramos contribuir para a vida em sociedade quando propomos a reflexão desses temas. Discutir nas salas de aula e incorporar na necessidade que todos nós temos em viver em comunidade a preocupação com o próximo”.

Na cerimônia de abertura, estiveram presentes, a chefe do Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Norte, Débora Zanchettin, os vereadores Arnaldo do Vizinho Solidário e Polaco do Pérola; a secretária de Assistência Social, Rosangela Batista da Silva Duarte.

O seminário, que contou com a parceria da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR) e do Ministério Público do Paraná, também contemplou em sua programação palestras e minicursos.

Lucy Mara Lourenço Chandelier é educadora no CMEI Cora Coralina e participou da capacitação realizada no Horto Municipal. “Estou adorando, porque eu já gosto de plantas e aqui estamos tendo muitas experiências que com certeza poderei aplicar na sala de aula com minhas crianças”, ressaltou.

De acordo com a professora Michele Cristine de Barros, as informações repassadas são de muita valia no cotidiano. “É a primeira vez que eu participo do Seminário, dou aula de ciências e já tinha um projeto em relação à água. Achei pertinente a temática abordada sobre os procedimentos do tratamento de água. Acredito que para as crianças isso vai fazer muita diferença, e para mim já está fazendo”, comentou.

Para a estudante Gabriele Clarilins da Silva Correa, a participação na iniciativa permite adquirir conhecimentos variados. “Esta é uma oportunidade de nos informar sobre a área do meio ambiente. Recebi muitas informações que vou levar para a vida, como cuidar e preservar a natureza, porque é uma coisa que a gente precisa, é o nosso papel no mundo; ajudar e contribuir com o planeta”, completou.

pinhais08

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)